Google

Agenda Rio - Dicas da Semana

24ª Edição do Arte de Portas Abertas em Santa Teresa

Portas Abertas em Santa Teresa

Kitty Paranaguá - fotografia

Por Mary Debs – Assessoria de Imprensa:

Entre os dias 13 e 14 de setembro, sábado e domingo, o Rio de Janeiro vai respirar arte. Santa Teresa receberá a 24ª edição do Arte de Portas Abertas, no mesmo fim de semana em que a ArtRio – Feira de Design do Rio acontece no Pier Mauá.

O Arte de Portas Abertas, que acontece anualmente, neste ano será excepcionalmente em setembro, devido à realização da Copa do Mundo e às obras de reconstrução do Bondinho, que começou a funcionar há poucos dias em ritmo de teste. A

O evento traz mais uma novidade: a publicação da revista Arte Con-Versando que será lançada dia 17 de setembro, quarta-feira, no Museu Nacional de Belas Artes, com um debate entre artistas do Brasil, Espanha, Argentina e França sobre os territórios do artista e os ateliês como território. Com edição anual e distribuição gratuita, trará entrevistas com artistas, coordenadores de centros culturais e etc., num bate papo como o próprio nome revela.

O primeiro número vem com conversas com Martha Pires, Ronaldo Miranda, Maria Verônica Martins curadora do acervo de Frank Schaeffer, com os Institutos Fayga Ostrower e Casa Lygia Bojunga, além de conversas entre as diretoras dos Museus Casa de Benjamin Constant e Chácara do Céu e com os gestores dos Centros Culturais Laurinda Santos Lobo, Parque das Ruinas e Casa Amarela. A revista traz, também, textos de Guilherme Vergara, Marcius Tristão, Klaus Reis, Ziza Dourado, Célia Cotrim, Edson Silveira e José Geraldo Furtado.

Ao propor a abertura sincronizada de ateliês e espaços culturais do bairro, o evento, que recebe uma média de público de 30.000 visitantes, tornou-se algo único no calendário cultural da cidade. Se o bairro bucólico, em que carros e pessoas ainda andam devagar em meio ao caos urbano, já abriga encontros nas mesas das calçadas, apresentações musicais inesperadas e um quê que é só seu em dias comuns, quando a arte abre suas portas às ruas estreitas e os casarões se transformam em uma grande festa, com patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura/Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, através do I Programa de Fomento à Cultura Carioca, e o apoio institucional da RioTur.



Serão 28 ateliês e 14 espaços culturais que estarão abertos, das 11h às 18h, por todo o perímetro do bairro, mostrando o trabalho de 64 artistas, três associações de artistas franceses e uma espanhola, e ainda 14 espaços de cultura, 20 restaurantes, duas lojas, dois espaços de moda, dois projetos sociais e hospedagens. À disposição do público, gravuras, desenhos, pinturas, aquarelas, esculturas, fotografias, cerâmicas, infoarte, designs, objetos, maquetes, instalações e arte popular. Uma produção diversificada, com utilização de diferentes conceitos e materiais, que dão um panorama do que se tem feito na arte contemporânea brasileira – e a democratizam com preços acessíveis. Como exemplo, a ilustração deste texto traz trabalhos de Heloisa Pires Ferreira, Ilena Lara, Marcius Tristão e Thiago Barros. Leia Mais...

Instalação multimídia reúne natureza e cidade na
Caixa Cultural Rio

Instalação multimídia

Instalação vjsuave – A natureza invade a cidade

Por Ana Soares – Assessoria de Imprensa:

Dupla vjsuave mistura animação, projeção, poesia e música para refletir sobre a ausência da natureza nos espaços urbanos

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 2 a 28 de setembro, a instalação audiovisual A natureza invade a cidade, da dupla vjsuave, formada pelo paulista Ygor Marotta e pela argentina Ceci Soloaga. Formada por personagens animados quadro a quadro, poesias e paisagem sonora, a instalação instiga a reflexão sobre a escassa natureza nos espaços públicos da cidade.

A criação é feita a partir de desenhos transformados em animação digital, depois usando técnicas de projeção, os personagens voam e percorrem a paisagem urbana, misturando história animada com a vida real. “Queremos comunicar o amor através da luz”, conta Ygor Marotta.

Desta vez, a instalação foi desenvolvida e adaptada para o espaço da CAIXA Cultural Rio de Janeiro, com ambientação que leva uma experiência multissensorial ao espectador. “A reação das pessoas é tão prazerosa que nos motiva a aperfeiçoar cada vez mais nossas apresentações”, acrescenta Ceci Soloaga. Leia Mais...