300x250_zanox_Oferta da Semana
show/300x250.gif

TEATRO - SÃO PAULO

Amostra Grátis Nhemaria

Amostra Grátis Nhemaria

Foto: Eduardo Menezes

Roteiro cultural São Paulo

Por Tatiana Mohr

Nhemaria transforma histórias da plateia em teatro

A técnica de improviso utilizada pelo Grupo está presente nos espetáculos "Brigadeiro de Colher" e "Relicário" que fazem curta temporada em São Paulo este mês.

13 e 20 de agosto de 2011

O Amostra Grátis Nhemaria acontece dos dias 13 a 21 de agosto, na Biblioteca de São Paulo, no Parque da Juventude. Aos sábados, o espetáculo em abertura de processo "Relicário", e aos domingos, "Brigadeiro de Colher", primeiro trabalho do Grupo que circula há mais de um ano pela capital em interior.

O Grupo Nhemaria é uma companhia de teatro formada por sete mulheres, que tem como base de sua pesquisa a técnica de improviso playback theatre. É um tipo de teatro onde a plateia conta histórias pessoais, experiências de vida, que, em seguida, sem combinação, são transformadas em cena pelo grupo. "É assim que o espetáculo acontece. Cada momento da vida de alguém compartilhado no espetáculo torna-se cena pela arte do Nhemaria, desde pequenas histórias cotidianas até lembranças antigas, guardadas em um cantinho da memória", explica a diretora e atriz Deda Zeppini. Ela ressalta que a pesquisa do Grupo enfatiza a importância única e preciosa da experiência da memória de uma pessoa.

Existem outros grupos que fazem playback no Brasil, mas, em geral, focam seu trabalho no mundo corporativo, usando o playback como ferramenta para treinamentos em empresas. "O Grupo Nhemaria é o único que tem uma pesquisa artística sobre essa técnica, buscando as relações entre arte e memória", diz a atriz.

No espetáculo "Brigadeiro de Colher" o clima é de uma cozinha onde se prepara um delicioso doce feito de chocolate, mas histórias de todos os sabores podem ser compartilhadas e transformadas em arte.

Já o "Relicário", trabalha com literatura. O espetáculo, que está em fase de abertura de processo, nasceu de uma intervenção literária que o grupo fez em 2010. A ideia de transformar essa intervenção em espetáculo veio da vontade de pesquisar as relações entre teatro, memória e literatura. A base ainda é o playback theatre, mas as experiências transformadas em cena, são as experiências pessoais no mundo da escrita. Deda Zeppini conta que o espetáculo toma a literatura como experiência, como transformadora do indivíduo, e é isso o que o grupo pretende colocar em cena a partir das histórias compartilhadas. "A leitura é, em geral, atividade solitária, que nos causa impressões, sensações e emoções que guardamos para nós. "Relicário" pode ser um lugar onde essas vivências são compartilhadas", finaliza a atriz.

Sinopse

Amostra Grátis do Nhemaria - "Brigadeiro de Colher" e "Relicário" (abertura de processo)
Em "Brigadeiro de Colher" a plateia é convidada a preparar com as atrizes um brigadeiro de histórias. Neste espaço as atrizes relembram experiências pessoais e convidam a plateia a compartilhar as suas. Nesta cozinha não há receitas! Qualquer história é um prato cheio para o espetáculo! Já em"Relicário" a ideia é construir um espetáculo a partir das experiências trazidas pelo público no campo da leitura, tais como: quais os livros preferidos, que trechos se lembram com carinho ou admiração, se há algum texto que tenha mudado a vida de alguém, uma carta ou um e-mail derradeiro...

Em ambos, as histórias narradas são devolvidas à plateia, transformadas artisticamente em cena pelo grupo Nhemaria.

Serviço:

Título: Amostra Grátis Nhemaria
Local: Biblioteca de São Paulo
Endereço: Av. Cruzeiro do Sul, 2630 (metrô Carandirú)
Data(s): 13 e 20 de agosto  de 2011
Horário (s): sábado, às 16h
Preço (s): grátis
Duração: 70 minutos
Informações: 11 8495-6979 (Tatiana)
Blog: http://nhemaria.blogspot.com

Sobre o Grupo Nhemaria da Coop. Paulista de Teatro

"A vida também é para ser lida. Não literalmente, mas em seu supra-senso".
Guimarães Rosa

O Grupo Nhemaria surgiu no início de 2009, formado por cinco atrizes, uma musicista e preparadora vocal uma produtora. O Grupo dedica-se a pesquisar a intersecção entre teatro e memória, fundamentando seu trabalho cênico na técnica "Teatro Playback", que "é uma forma teatral em que os atores improvisam histórias reais e depoimentos narrados por pessoas da platéia, tendo a figura do condutor como elo entre os artistas e o público. Criado em 1975 por Jonathan Fox, já existem grupos que fazem "Teatro Playback" em mais de 30 países. No Brasil é uma prática relativamente desconhecida".

A técnica "Teatro Playback" foi trazida para o processo pela coordenadora do grupo, Deda Zeppini, que já tem um trabalho de pesquisa de nove anos nessa técnica. No entanto, cada atriz colabora para pesquisa artística do grupo compartilhando com as outras sua experiência: treinamento corporal, vocal, textos de teoria teatral, filosofia, antropologia, literatura, etc., além do treino em "Teatro Playback". A colaboração entre todas faz parte da preparação para o trabalho de improviso no palco.

O primeiro trabalho do grupo - "Brigadeiro de colher" - teve estréia em 2010 e já realizou apresentações em diversos espaços da cidade e do estado de São Paulo, por diversos SESCs, além de ter sido contemplado pelo Edital Teatro nos Parques e estar credenciado pelo edital Mosaico Teatral (ver histórico e agenda no blog do grupo). "Relicário", em fase de abertura de processo, nasceu de uma intervenção literária que o grupo fez em 2010. A ideia de transformar essa intervenção em espetáculo veio da vontade de pesquisar as relações entre teatro, memória e literatura. A base ainda é o playback theatre, mas as experiências transformadas em arte aqui são as experiências pessoais no mundo da leitura, essa experiência transformadora do indivíduo, porém solitária e que o grupo pretende colocar em cena a fim de torna-la compartilhada.

O nome Nhemaria vem do conto Reminisção, de Guimarães Rosa. Nele o personagem Romão, através de um amor incondicional, apaixona – se por Drá, a feia, má e execrada pela comunidade, subvertendo a realidade porque enxerga o que os outros não vêem, enxerga com os olhos do amor, com os olhos emprestados do escritor. No entanto, nos últimos momentos de vida de Romão, os moradores da vila conseguem, por um instante, ter um vislumbre da Beleza: através do olhar do doente, Drá se transforma em Nhemaria. O Grupo Nhemaria tem o intuito de emprestar sua arte às narrativas compartilhadas nos espetáculos, transformando palavras em imagens, memórias em cenas, o momento individual e único em... coletivo e único.