160x600 Natal

Música Popular Brasileira

Ana Carolina

Foto: Robert-Schwenck

Por Imprensa / Astrolábio Comunicação

A cantora lança CD, Blue Ray, Vinil e DVD pelo seu selo Armazém em excursão pelo Brasil

Em julho de 2010, Ana Carolina estreou o projeto Ensaio de cores, misturando sua música com a apresentação, em primeira mão, de uma exposição de telas de sua autoria, que retorna ao Citibank Hall, no Rio de Janeiro, nos dias 23 e 24 de março. Além de sucessos e canções inéditas, o repertório conta com canções de outros compositores, todas em um formato acústico, intimista e com o acompanhamento de uma banda de mulheres especiais.

Os ingressos já estão à venda na bilheteria da casa de espetáculos, pela internet (www.ticketsforfun.com.br), pelo telefone 4003-5588 e nos demais pontos de vendas do país.
A realização é da TIME FOR FUN.

O projeto Ensaio de Cores nasceu de uma grande paixão de Ana Carolina pela pintura. “A pintura se instalou fortemente em mim em meados de 2002, pouco antes do lançamento de Estampado, um álbum tão emocionalmente conturbado, que cheguei ao ponto de criar uma tela para cada canção. Para aliviar a sensação aflitiva do registro das canções em estúdio, eu pintava para ver aquelas canções que só ouvia. De lá pra cá não parei mais”, conta Ana Carolina. “A pintura elimina involuntariamente os limites que conheço e que invento para a música. Não estou em busca somente da beleza, quero, sobretudo, da comunicabilidade visual”, explica.

Além do show inédito, em “Ensaio de cores”, as telas da cantora foram colocadas à venda nos “foyers” das casas onde o show foi apresentado, tendo parte de sua renda revertida em benefício de entidades dedicadas a projetos de prevenção e educação em diabetes desenvolvidos por entidades que a cantora apoia há quatro anos. Estas mesmas telas, foram utilizadas pelo “vídeo-maker” Grima Grimaldi para a produção dos vídeos projetados como cenário do show que contam com esculturas de Hélio Eichbauer.

Apresentando-se pela primeira vez com uma banda só de mulheres, em Ensaio de Cores Ana Carolina é acompanhada no piano por Délia Fischer, uma das instrumentistas mais renomadas no Brasil, e com extenso currículo de apresentações em festivais de Jazz na Europa. Recentemente, Délia ganhou o prêmio Shell de arranjadora com o belíssimo espetáculo Beatles no céu de diamantes. No violoncello, Gretel Paganini, que com apenas 28 anos, já é reconhecidamente, a nova revelação da música erudita no Brasil e que coincidentemente, apresentada por Délia Fischer à Ana Carolina como a melhor cellista de sua geração, é também natural de Juiz de Fora, MG, terra natal da Artista. Na percussão e bateria, Lan Lan, instrumentista arrojada, que já tocou com Marisa Monte e Cássia Eller e atualmente é integrante do grupo Moinho da Bahia que vem se destacando no cenário na música contemporânea, no Brasil, como uma importante referência musical.

O show que originalmente foi concebido para quatro apresentações apenas: duas em São Paulo e duas no Rio de Janeiro, como um projeto especial, foi recebido de forma muito calorosa tanto pelo público quanto pela crítica, o que acabou por trazê-lo de volta às duas cidades para novas apresentações em 2011.

O show Ensaio de Cores teve sua gravação em setembro de 2011 no Citibank Hall, Rio de Janeiro, para registro em CD, DVD e Blu-Ray , com Produção Musical da própria Ana Carolina e Direção Geral de Zé Henrique Fonseca. O áudio da gravação recebeu ainda uma tiragem especial em vinil, formato inédito na carreira de Ana Carolina. Os dois produtos, o CD e o vinil, foram lançados no final do ano de 2011, e o CD já é disco de ouro tendo a música de trabalho, Problemas, na trilha da novela Fina Estampa e nos primeiros lugares de execução nas rádios brasileiras.

No show Ensaio de Cores, Ana Carolina canta, toca guitarra, violão, pandeiros e baixo, em um lindo solo na releitura de Azul- clássico do repertório de Djavan. O show traz ainda as inéditas Você não sabe, de Antônio Villeroy, a primeira parceria de Ana Carolina com Edu Krieger – o samba Prá tomar três e as inéditas na interpretação de Ana Carolina – Todas elas juntas num só ser de Lenine e Carlos Rennó, Simplesmente Aconteceu de Chiara Civello e Dudu Falcão e Força Estranha – sucesso do repertório de Roberto Carlos, de autoria de Caetano Veloso e que ganhou às rádios na interpretação de Ana Carolina quando do lançamento do projeto “Elas cantam Roberto”.