300x250_zanox_Oferta da Semana

TEATRO - SÃO PAULO

Carnavalha

Carnavalha, novo espetáculo da Cia da Revista

Foto: divulgação

Roteiro de teatro - São Paulo

Por Helô - Arteplural

Carnavalha, novo espetáculo da Cia da Revista

05 de novembro a 11 de dezembro de 2011

Depois de dois anos de pesquisa, a Cia da Revista estreia nova montagem, inspirada em Ascensão e Queda da Cidade de Mahagonny, de Bertolt Brecht.

Com direção e cenário assinados por Kleber Montanheiro, A Cia da Revista estreia o espetáculo adulto Carnavalha, dia 5 de novembro, às 21 horas, no Miniteatro. Com dramaturgia de Bruna Longo, a peça conta a história de integrantes de uma trupe circense, fugitivos da lei. Madame Leoní, Willy e Arabela, fundam uma cidade chamada País do Sol, uma espécie de paraíso para aqueles a quem o Éden foi negado pela igreja. No elenco, Bruna Longo, Daniela Flor, Deborah Penafiel, Heloisa Maria e Paulo Vasconcelos. Inspirado em Ascensão e Queda da Cidade de Mahagonny, de Bertolt Brecht, Carnavalha é a primeira parte de Crônicas do País do Sol: Cabeça de Papelão, novo espetáculo da Cia que estreia em janeiro de 2012.

Sobre a montagem

Inspirada em Brecht, que usa a música ao vivo como um importante elemento cênico, Kleber Montanheiro optou por despir a montagem de características operísticas. O diretor usa canções ícones americanas gravadas com arranjos diferenciados, como por exemplo, Somewhere Over The Rainbow em uma versão Rock and Roll. Os figurinos de Márcio Bueno Dias são baseados no carnival circus americano, com cores fortes. A montagem investiga na cena outras possibilidades de quebra da unidade da forma teatral dramática. Como princípio de construção estética, o distanciamento abrange o trabalho do ator em sua atitude com relação ao texto, ao espaço e à platéia. A iluminação é assinada por Natália Quadros. Outras fontes para criar as imagens de Carnavalha vieram do desfile carnavalesco de Joãosinho Trinta Ratos e Urubus Larguem Minha Fantasia, os 50 anos de Brasília (a corrupção está em cena) e ainda o Teatro de Revista (como linguagem).

"Carnavalha é o nome que a Cia da Revista batizou o espetáculo, inspirado nos 'carnivals' americanos, onde artistas circenses viajam com seus números bizarros pelo país, se apresentando de parada em parada. A mulher barbada, a vidente, o atirador de facas, são algumas pesonagens que inspiraram a direção da nossa montagem. Outra grande referência foi Mahagonny, de Bertolt Brecht e a própria obra que o dramaturgo alemão nos deixou. Como dizia Brecht, queremos entreter, mas fazendo a platéia refletir sobre o mundo contemporâneo, a metrópole na qual estamos inseridos e o poder do capital, que nos controla de forma avassaladora", comenta o diretor, Kleber Montanheiro.

Sobre a Cia da Revista

A Cia. da Revista nasceu em 1997 com a proposta de investigar o teatro popular brasileiro, o Teatro de Revista, o diálogo desta linguagem com sua época e suas variantes. A companhia completa em 2012 quinze anos de atividades ininterruptas, e tem em seu percurso 11 espetáculos. Em 2009, foi contemplada pela 15a edição do Programa de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo e realizou o projeto Bras-Ilha – Carnavalização e Civilização na cidade ideal. Em 13 de Abril de 2009 a Cia da Revista inaugurou o Miniteatro, sede do grupo na Praça Roosevelt.

O grupo foi contemplado com os prêmios FEMSA (categoria Melhor Atriz Coadjuvante em O Doente Imaginário, Sonho de uma Noite de Verão e A Odisséia de Arlequino; categoria Melhor Atriz e melhor espetáculo por A Odisséia de Arlequino), APCA (melhor elenco para A Odisséia de Arlequino) e Cooperativa Paulista de Teatro (melhor espetáculo para espaços não convencionais, A Odisséia de Arlequino). O diretor do grupo, Kleber Montanheiro, recebeu os prêmios APCA (Sonho de uma Noite de Verão) e FEMSA (A Odisséia de Arlequino), ambos como melhor diretor. Cada Qual no Seu Barril é o mais recente espetáculo da Cia. da Revista a receber pré-indicações ao Prêmio Coca-Cola FEMSA de Teatro Infantil e Jovem 2011, incluindo: melhor espetáculo infantil, melhor cenografia, melhor figurino e melhor trilha sonora para Kleber Montanheiro, melhor atriz para Bruna Longo e Prêmio especial pela adaptação da linguagem de desenho animado para o teatro.

Direção: Kléber Montanheiro
Elenco: Bruna Longo, Daniela Flor, Deborah Penafiel, Heloisa Maria e Paulo Vasconcelos.

Local: Miniteatro  (30 lugares)
Endereço:  Praça Roosevelt, 108. Tel: 3255-0829.
Horário(s): Sábados às 21h e domingos às 20h.
Temporada: 05 de novembro  a 11 de dezembro de 2011.
Preço(s): R$ 30,00 (inteira) R$ 15, 00 (meia)
Classificação:  14 anos
Duração: 70 minutos
Bilheteria: cartão de débito (Visa e Maestro) e dinheiro.