NossaDica.com - Agenda de cultural do Brasil

Centro Cultural do Banco do Brasil

Férias no CCBB e II Festival de Contadores de Histórias do CCBB Rio

Férias no CCBB e II Festival de Contadores de Histórias do CCBB Rio

Férias no CCBB e II Festival de Contadores de Histórias do CCBB Rio

Por Contexto & Comunicação - Adriana Ayres / Marcela Vigo

18 de Janeiro a 3 de fevereiro de 2012

Durante os dois dias do festival, serão apresentadas histórias para famílias e para adultos, contos populares e autorais, apresentações focadas na narração e espetáculos com música, bonecos e tapetes. Nos dias 26 e 27 de janeiro o Programa Educativo homenageará a música brasileira com a apresentação dos espetáculos infantis "O Brasil de Tuhú", sobre o maestro Villa Lobos e "Chiquinha Gonzaga – uma mulher a frente do seu tempo".

Todas as atividades são gratuitas. É preciso chegar 30 minutos antes para pegar senhas. O CCBB Educativo funciona no primeiro andar do prédio - conta com 30 educadores que trabalham de terça a domingo, de 10h 'as 19h

ATIVIDADES DO EDUCATIVO

PEQUENAS MÃOS
Terça a Domingo, 18, 22 a 27, 02 e 03 às 15h
Sala do Educativo – 3º andar
Público: de 3 a 6 anos

Passou por aqui - Pequenas Histórias da Arte

Ponto, linha, cor, textura, forma... Como podemos encontrar esses componentes em uma obra de arte? A partir do contato com réplicas de pinturas e esculturas que passaram pelo CCBB ao longo dos anos, o público infantil poderá descobrir como esses elementos são trabalhados, produzindo sua própria experiência artística.

LABORATÓRIO DE AÇÕES CRIATIVAS

Terça a Domingo, 18 e 22 a 27, 2 e 3 às 10h às 12h e 14h às 15h e 18h às 20h
Público: a partir de 6 anos

Paisagens portáteis

Quantas camadas existem numa paisagem? Os prédios, os carros, as árvores e as pessoas sobrepõem-se uns aos outros criando uma trama de. Neste laboratório, recortes de imagens são usados compor planos de uma paisagem coletiva que estará em constante transformação.

BISBILHOTECA

Biblioteca – Sala Infanto-Juvenil – 5º andar
Terça a Domingo, 18 e 22/1 a 03/2 às 16h
Público: a partir de 6 anos

Travessias

Quais são os caminhos da sua imaginação? Como podemos trilha-los? Nessa atividade os participantes percorrem o universo das histórias que habitam a biblioteca Infanto Juvenil do CCBB. Através de imagens e texturas, livros sensoriais serão construídos, ficando expostos na estante da biblioteca.

EM CANTOS E CONTOS (famílias)

Terça a Domingo, 18 e 22/1 a 03/2 às 17h
Sala do Educativo – 1º andar
Público: a partir dos 3 anos

Despropósitos e peraltagens

Um menino é poeta, o outro é mágico... há também dois irmãos que desejam atravessar um rio a bordo de um caixote. Inspirada no universo de Manuel de Barros, essa contação traz histórias de aumentar o mundo com a imaginação.

Essas Mulheres...

Homenagem às meninas, mães e avós. Uma pequena viagem pelo universo feminino, através de mitos de mulheres notáveis que marcaram a história e tiveram participação na criação do mundo. Entre os contos que tecem essa trama, estão o conto africano "Oxum" e o o conto chinês "A Velhinha e o Tigre". 

Causos do Nosso Senhor

Quando Nosso Senhor vem andar pelo mundo, chove é causo! As histórias contam as suas andanças e o contato com diferentes personagens, que rendem exemplos de coragem, justiça e fé.

O Flautista de Hamelin

Hamelin era uma cidade apavorada por uma infestação de ratos. Tudo parecia perdido até surgir um flautista que, com sua flauta encantada, poderia livrar a cidade desses roedores inconvenientes. Porém, ao não ser pago como prometido, decide levar o tesouro mais importante da cidade.

MUSICANDO

Terça a Domingo, 18 e 22 a 27, 2 e 3 às 13h
Sala do Educativo – 1º andar
Público: a partir dos 5 anos

O Ressoar da História

Umas histórias nos levam à tristeza, outras a alegria ou até mesmo nos remetem à infância. A partir dessas emoções podemos perceber que elas contam e fazem história. Inspiradas em letras de músicas populares propomos que os participantes recriem tais histórias e descubram suas diversas sonoridades.

II FESTIVAL DE CONTADORES

Sala 26 e Teatro 1
Sábado e Domingo, 19 e 20 de 11h às 16h e de 17h às 18h.
SÁBADO/FAMÍLIA

Histórias Impressionantes – 11h
Contadores de Histórias do CCBB Educativo

Viajando pela exposição Impressionismo, Paris e a Modernidade, os contadores de histórias do Educativo prepararam narrativas ligadas ao tema, como a explosão de cores e luz nas telas, a vida noturna agitada nos salões de dança, nos balés e nas óperas de Paris. O público então é convidado a passear por histórias como O Flautista de Hamelin, O Mistério dos Sete Sapatos e Tumebune, o Vagalume.

O CCBB Educativo, por meio de sua equipe de contadores de histórias e músicos, oferece regularmente uma programação que busca resgatar a tradicional arte de contar histórias, dialogando com as exposições em cartaz e com questões referentes ao patrimônio.

Cantos e Contos – 12h
Silvia Castro

Contação de histórias e músicas do cancioneiro popular com Silvia Castro e o músico Dininho Silva. O espetáculo abre espaço para o encontro com a cultura popular. As narrativas "O Tatu e a Onça" e "Como acordar minha avó?, entre outras, se baseiam no folclore brasileiro.

Silvia Castro é educadora, atriz, contadora de histórias. Já se apresentou em diversos festivais internacionais por diferentes países da América Latina. Também desenvolve projetos de literatura e contação nas unidades do Sesc RJ e na Livraria FNAC, entre outras. É professora da Rede Municipal de Ensino onde desenvolve projetos de narração de contos e oficinas de contação.

Histórias para ouvir e contar – 13h
Lúcia Fidalgo

Histórias de bichos e personagens fantásticos para crianças de 0 a 10 anos.
Escritora, contadora de historias do Grupo Morandubeta, bibliotecária, professora, mestre em Educação e pesquisadora da Catedra de Leitura Unesco-PUC-RJ. Autora de 28 livros para crianças e jovens.

Contos Árabes – 14h
Grupo Mosaicos

Entre castelos e camelos, mares e desertos, califas e princesas, numa terra distante e antiga, se encontram ainda histórias sobre amor, amizade, bravura e esperteza. Não é miragem, nem trapaça, é uma viagem pelas areias e fumaças dos contos árabes. Mas cuidado! Nem tudo é o que parece.

O grupo Mosaicos é composto de atores, músicos e bacharéis na área de Letras, formados pela UniRio e UFF. Em 2010 receberam o prêmio Roquette Pinto, com o apoio do Minc e da Petrobrás, para a produção de programas infanto-juvenis radiofônicos para as emissoras públicas de todo o Brasil.

Palavra Entrelaçada - Histórias e relatos de amizade – 15h
Jiddu Saldanha

Os diversos tipos de amizade desde o princípio dos tempos... é sobre o que nos conta o espetáculo "Palavra Entrelaçada". Para realizar este espetáculo, o ator conta com um repertório que une seu trabalho autoral às pesquisas de lendas antigas de diversas culturas, trazidas para o universo atual e brasileiro, utilizando a linguagem do humor, palavras e mímica teatral.

Jiddu Saldanha é ator e mímico. Desenvolve seu trabalho há mais de vinte anos, tendo se apresentado em diversos eventos pelo Brasil como Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo, Feira do Livro de Porto Alegre e o Festival de Inverno de Ouro Preto.

Ciranda de Tapetes – 17h
Costurando Histórias

Nesta sessão de histórias recheada de mitos, lendas e parlendas, sentados em roda, embalados pelo som de cantigas, tambores, tarantelas e cirandas, todos são cúmplices da brincadeira. Cabra Cabriola, Jurupari, sacis e outros seres mitológicos convidam os pequenos e grandes ouvintes a uma viagem, em causos que atravessam gerações.

O Costurando Histórias é um coletivo de artistas que transforma livros em tapetes. Nas apresentações, música, palavra, teatro, literatura e artesanato se unem com o objetivo de encantar, instigar e acalentar.

SÁBADO/ADULTO

Mitos de origem – 17h
Francisco Gregório Filho

Narrativas que, de forma poética, ganham vida para o fortalecimento das identidades culturais. Entrelaçamentos que nos revelam um mundo que se renova a cada a cada dia, celebrando a vida em comunhão e harmonia com o meio ambiente.

Gregório é de Rio Branco (AC). Atua na área Cultural há mais de 30 anos, além de já ter exercido funções de gestor de políticas públicas. Foi educador do Centro Cultural Paço Imperial, no Rio de Janeiro. Desde 1998 publicou diversos textos e livros, sendo o mais recente "Mitos brasileiros de origem", presente em "A arte de encantar", de Fabiano Moraes e Lenice Gomes, para a editora Cortez.

Roda de Causos – 18h
Contadores de Histórias do CCBB Educativo e platéia

Contos tradicionais ou autorais, causos fantásticos ou verídicos, cantigas ou cantorias. Para celebrar o "II Festival de Contadores de Histórias" o CCBB Educativo prepara um espaço para que contadores e público possam partilhar as histórias.

O CCBB Educativo, por meio de sua equipe de contadores de histórias e músicos, oferece regularmente uma programação que busca resgatar a tradicional arte de contar histórias, dialogando com as exposições em cartaz e com questões referentes ao patrimônio.

DOMINGO/FAMÍLIA

História de menino. História de menina – 11h
Passarinho à Toa

Pense no nome de uma menina bonita e num outro, de um menino levado. Agora guarde estes nomes na ponta da língua, segure bem firme e só solte quando a brincadeira começar! O grupo Passarinho à Toa traz duas histórias com música, dança e brincadeiras, onde o público também participa, dando nomes aos personagens.

O Passarinho à Toa é um grupo formado por gente que acredita na preciosidade de estimular a criatividade durante a infância, momento em que a imaginação é tão presente e fluida. Angélica é psicologa e arte educadora, responsável pelo setor educativo do Ecomuseu de Ilha Grande; Léo França é músico, professor regente de canto coral para crianças na Maré e em Ramos e integrante da Orquestra Brasileira Brasil de Cara; Polyana é formada em pedagogia e trabalha no setor educativo do Instituto Moreira Salles, no Rio de Janeiro.

A lenda da Noite e As sombras do Jardim – 12h
Museu do Meio Ambiente

A LENDA DA NOITE

Dentro de um coco mora a noite e toda sua escuridão. Uma índia sonha ver a noite e pede esse presente ao seu amado. Ele recruta três bravos guerreiros para busca a noite, que dormia guardada pela Cobra-grande na parte mais escura do rio. Será que eles vão conseguir vencer os desafios? O que será que a noite vai trazer? Os educadores do Museu do Meio Ambiente vão contar quais mistérios a noite irá libertar.

AS SOMBRAS DO JARDIM

As grandes navegações foram marcadas por disputas pelas especiarias do antigo Oriente. O Jardim Botânico, fundado em 1808 no Rio de Janeiro, tinha como uma de suas funções o cultivo de tais iguarias. Essa história conta como chegaram algumas das primeiras mudas plantadas no Jardim Botânico, pelas mãos de Luiz de Abreu Viera e Silva que teve seu barco e tripulação rendidos pela marinha francesa e levados presos às Ilhas Mauricius. A equipe do Museu do Meio Ambiente, conta as aventuras e desventuras desta viagem, com muita música e projeção de sombras.

A equipe de contação de histórias do Museu do Meio Ambiente é formada por educadores ambientais e tem como proposta pedagógica trazer ao público contos que dialoguem com questões ambientais, sociais e culturais, tendo a natureza como fonte de inspiração. Após as sessões, realizamos ações de "desdobramento", discutindo o porquê da escolha do repertório e as relações com o meio ambiente que essa história propicia.

Histórias das tolices humanas – 13h
Suzana Nascimento

Contos tradicionais sobre as tolices dos homens e as consequências de atos cometidos sem cuidados; todos contados com muito humor.

Suzana Nascimento é atriz e contadora de histórias. Durante cinco anos fez parte da equipe do CCBB Educativo. Apresenta seus espetáculos teatrais, causos e contações em diferentes espaços de arte e cultura. Autora do conto Invadiram o país das obras de arte, acolhido pelo prêmio Projéteis de Arte Contemporânea, da Funarte.

Histórias de Antanho – 14h
Augusto Pessôa

Contos que permeiam o imaginário popular desde longa data. Mas não são histórias velhas. São histórias que levam o espectador de qualquer idade a refletir sobre as relações humanas. Silvio Romero, Câmara Cascudo e Basílio de Magalhães são os autores populares que, de uma forma irônica, trazem a reflexão sobre a convivência e a relação entre os homens.

Augusto Pessôa conta histórias há muito tempo. No resgate da cultura popular e da oralidade criou espetáculos teatrais de sucesso como: "Maria Borralheira", "O rei doente do mal de amores", "Malasartes" e "A moura torta".

Um Brasil de Histórias – 15h
José Mauro Brant

José Mauro Brant conta e canta seu repertório de histórias e canções populares brasileiras, fazendo do espetáculo uma diversão para crianças de todas as idades.

Ator, cantor, escritor, José Mauro Brant participou, no teatro, de mais de setenta produções. Percorreu o Brasil e o exterior levando na bagagem um repertório de espetáculos criados e produzidos por ele: Federico García Lorca – Pequeno Poema Infinito lhe rendeu a (indicado ao Prêmio Shell 2007 – melhor ator); Contando Machado de Assis; A Viagem Grandota, inspirado em Mário de Andrade e Contos, Cantos a Acalantos cujo CD homônimo, lhe valeu os prêmios Tim de Música e Rival/Petrobrás (Categoria Atitude).

Bicho do Mato – 17h
Tapetes Contadores

O grupo criou um jardim todo feito de tecido para abrigar contos populares brasileiros e histórias de Ana Maria Machado e Ricardo Azevedo. Cada elemento do jardim se transforma num belo cenário de pano onde bichos do mato, na tentativa de resolver seus problemas, aprontam um bocado de confusão.

Os Tapetes Contadores são referência na pesquisa do diálogo entre oralidade e artes plásticas, intercessões entre texto e têxtil, e manifestações plásticas que os povos criam como cenários para suas narrativas. O grupo já se apresentou e ministrou oficinas de formação de contadores em todo Brasil e no exterior.

DOMINGO/ADULTO
Mulher é outra coisa – 17h
Tatiana Henrique

Três mitos centrados no feminino e em suas escolhas: Lilith, a primeira mulher de Adão; Iansã, entre Ogum e Xangô; Medéia, uma bárbara na Grécia. Misturando as linguagens da contação de histórias e da performance, as narrativas mostram figuras ancestrais que ainda ecoam na atualidade e que suscitam uma conversa com o público acerca das "coisas de mulher".

Tatiana Henrique é atriz, contadora de histórias e educadora. Atua com contação de histórias há 13 anos, já representou o em festivais norte americanos entre 2006 e 2010.Em 2011, ganhou prêmio de Destaque Atriz na V Mostra Estudantil de Teatro, no CCBB RJ, e prêmio de Melhor Atriz no V Festival Nacional de Teatro de Juiz de Fora.

Histórias espertas como elas só – 18h
Confabulando – Contadores de Histórias

Serão apresentadas histórias da tradição oral que vêm, através dos tempos, divertindo e encantando públicos de todas as idades. Histórias de morte lograda, de assombração e "causos mineiros" fazem parte do repertório do grupo.

O Confabulando – Contadores de Histórias trabalha, desde 1994, com o resgate da tradição oral na arte de contar histórias, realizando sessões de histórias e oficinas em diversos estados. Em 1998, lançou o livro Confabulando – Contos como a gente contava. Em maio de 2003, publicaram Pode entrar Dona Sorte, pela Editora Rocco.

ESPETÁCULOS
Sábado e Domingo, 26 e 27 às 16h30
Sala 26

SÁBADO

Histórias de Chiquinha Gonzaga, uma mulher a frente do seu tempo

"Vamos abrir alas para nossa querida Chiquinha, a dama da música, do teatro e do carnaval. A mulher que viria ao mundo pra mudar a ordem das coisas, pra provar que existem outras maneiras de se pensar e de agir. Abram alas!". Espetáculo leve e descontraído, que passeia livremente por toda a trajetória da maestrina. A música ao vivo e a linguagem narrativa são características marcantes do trabalho que conta com três atores e três músicos em cena.

O Brasil de Tuhú

O Brasil de Tuhú é um espetáculo sobre a vida e a obra do maestro Heitor Villa- Lobos. Com ênfase na infância do maestro, de forma lúdica, percorre toda a sua trajetória. Os instrumentos, verdadeiros personagens, dialogam com os atores e com o público, através de trechos de músicas deste célebre maestro e de grandes compositores, clássicos e populares, que o influenciaram.

INFORMAÇÕES - CCBB
Data: 18 de Janeiro a 3 de fevereiro de 2012
Preço: Entrada Franca
Distribuição de senhas: 30min antes das atividades.

LOCAL - Centro Cultural Banco do Brasil - CCBB Educativo – 1º andar
Rua Primeiro de Março, 66 – Centro.
Telefone: (21) 3808 2070 / 3808 2254. Metrô: Uruguaiana.
Facilidades para deficientes www.bb.com.br