carnaval_300x250.gif

TEATRO

“ATERRA” – espetáculo do grupo colombiano Luz de Luna, faz parte da programação de Setembro do Re-Praça.

Re-Praça - Circuito de Teatro de Rua

Foto: divulgação

Roteiro cultural São Paulo

Por Assessoria de Imprensa - Aurea Karpor

Re-Praça - Circuito de Teatro de Rua

“ATERRA” – espetáculo do grupo colombiano Luz de Luna, faz parte da programação de Setembro do Re-Praça

Espetáculo Colombiano Em São Paulo!

De 10 à 25 de setembro, ocorrerão apresentações do circuito de Teatro de Rua RE-PRAÇA em São Miguel Paulista, Zona Leste de São Paulo.

As atrações se dividem em dois locais: Rua Ida Vanussi Puntel, altura do nº 250 - Cidade Nova São Miguel e Rua Mirassol d`Oeste, em frente a Associação dos Moradores do Jd. Das Camélias

Um dos destaques da programação é o espetáculo convidado “Aterra” do grupo colombiano LUZ DE LUNA. A peça narra a história de uma tribo, localizada na orla marítima do pacífico, cruelmente atacada por forasteiros que destroem suas plantações, barcos, moradia e sonhos. Após toda destruição, a tribo se vê forçada a buscar na cidade outras formar de subsistência. “Aterra” trata da ausência de raiz, questionando o deslocamento forçado que sofrem milhares de colombianos e principalmente a cultura indígena Embera Chami, que por mais de 500 anos vem sendo expulsos de seus territórios e tendo que buscar moradia em outros lugares, principalmente nas grandes cidades. São os chamados “desplazados”. A encenação acontece sobre o chão desenhado pelo grupo com figuras pré-colombianas preenchidas com serragem colorida – trabalho que se inicia seis horas antes da apresentação.

Outro destaque da programação é o espetáculo “Sacra Folia” da Fraternal Companhia de Artes e Malas Artes. Em “Sacra Folia”, a Sagrada Família, perseguida por Herodes e seus soldados, se perde em sua fuga para o Egito e acaba chegando ao Brasil. E para tornar ainda mais interessante a encenação destaca-se o local em que ela acontece: uma carreta de onze metros de comprimento onde foi acoplado um baú, cujas laterais se abrem, revelando um palco de mais de oito metros de largura por quase sete de profundidade.

“O palco itinerante é uma tradição do teatro desde a Carroça de Dionísio, passando pelas trupes da Commedia dell’Arte e, mais recentemente, pela Carroça de Ouro”, diz Ednaldo Freire, um dos integrantes da companhia.

Idealizada e realizada pelo grupo Buraco d`Oráculo, o circuito RE-PRAÇA teve início em Janeiro, já contou com apresentações de grupos de todo o país e faz parte das atividades do projeto “Narrativas de Trabalho”, desenvolvido pelo grupo com recursos do Programa de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo.

Sobre RE-PRAÇA

Re-Praça é um circuito teatral de rua criado e realizado pelo grupo desde 2009 para aprofundar laços com as comunidades da região leste da cidade de São Paulo, tendo a praça como um espaço real de possibilidade de trocas simbólicas. O grupo acredita que é na praça que está a viabilidade de acesso ao teatro aos moradores das comunidades periféricas, ao mesmo tempo em que a presença artística valoriza o local público como espaço real de convivência e lazer. O trabalho do grupo é pautado na escuta das histórias que são contadas pelo público das praças aos seus integrantes e na criação de narrativas teatrais onde essa troca mais direta com o espectador é fundamental.

Sobre o grupo Buraco d`Oráculo

O Buraco d`Oráculo surgiu em 1998, com o intuito de criar um teatro de rua que discutisse o homem urbano contemporâneo e seus problemas.
O trabalho do grupo é calcado em três pontos fundamentais: a rua, como espaço privilegiado de encontro direto com o publico; a cultura popular como fonte geradora de inspiração e motivação, e o cômico (destacando-se a farsa e as relações com o “realismo grotesco”).
Os espetáculos do grupo são protagonizados por pessoas comuns e que estão à margem da sociedade, como vendedores ambulantes, pedintes, entre outros. O Grupo possui em seu repertório sete montagens em que buscam manter essas propostas: A Guerra Santa – 1998; Amor de Donzela, Olho Nela! – 1999; Quem Pensa Que Muito Engana, Acaba Sendo Enganado – 2000; A Bela Adormecida – 2001; O Cuscuz Fedegoso – 2002; A Farsa do Bom Enganador – 2006; Comi Cidade – 2008; Ser Tão Ser – narrativas da outra margem – 2009.

Sobre o projeto Narrativas de Trabalho

O principal objetivo do projeto Narrativas de Trabalho é discutir, por meio de cenas, performances e intervenções, a precarização do trabalho. O projeto conta ainda com um trabalho de aperfeiçoamento artístico para dois grupos: Buraco d`Oráculo e Trupe Arruacirco (grupo que nasceu de um projeto realizado em 2005), com estudo teórico-prático sobre o épico; a realização da Mostra de Teatro de São Miguel, manutenção de sede e sítio eletrônico, troca artística com grupos convidados e parceiros de outros Estados e a continuidade do Café Teatral (encontros para bate-papos com artistas convidados ) e publicação de A Gargalhada  (jornal mensal e informativo do grupo). Ao término do projeto será publicado um caderno relatando todo este percurso.

Programação:

“Ser TÃO Ser – Narrativas da Outra Margem” – Buraco d`Oráculo.
São Paulo / SP | Dias 10 e 24/09 – 16h
Recomendação: Livre / Duração: 50 minutos.

Sinopse:
Ser TÃO Ser – Narrativas da Outra Margem, é um espetáculo construído a partir das histórias de vida dos moradores da região do extremo leste de São Paulo.  Onde o grupo procura levar para a rua, um relato sobre o homem desterritorializado, o homem que esta fora do seu território, jogado a margem de uma cidade grande.

Ficha Técnica:
Direção – Adailton Alves
Texto colaborativo criado pelo grupo.
Elenco: Adailton Alves, Edson Paulo, Johnny John, Lu Coelho e Selma Pavanelli

“A Terra” – Luz de Luna - Colombia
Dia 11/09 – 16h
Recomendação: Livre / Duração: 1h

Sinopse:
Uma tribo colombiana, localizada na orla marítima do pacífico, é cruelmente atacada por forasteiros que destroem suas plantações, barcos, moradia e sonhos. Após toda destruição, a tribo se vê forçada a buscar na cidade outras formar de subsistência. “Aterra” trata da ausência de raiz, questionando o deslocamento forçado que sofrem milhares de colombianos e principalmente a cultura indígena Embera Chami, que por mais de 500 anos vem sendo expulsos de seus territórios e tendo que buscar moradia em outros lugares, principalmente nas grandes cidades. São os chamados “desplazados”.

Ficha Técnica:
Elenco: Rosario Vergara, Adriana Correa, Diana Morales, Ricardo Rodríguez, Alexander Soto, John Ángel Valero, Rubén Darío Herrera.
Dramaturgia, Sonoridade e Cenografia: O Grupo

“A Farsa do Bom Enganador” - Buraco d`Oráculo.
São Paulo / SP. | Dia 17 e 25/09  – 16h
Recomendação: Livre / Duração: 50 minutos.

Sinopse:
Trata-se de uma adaptação da sátira clássica medieval do século XV, de autor anônimo, La farce du Maître Pathelin (A farsa do Mestre Pierre Pathelin).

Nesta adaptação, o Dr. Calafanje, advogado falido e sua espalhafatosa esposa Nuculote, mestres na arte de enganar, convencem o inescrupuloso comerciante Salabaeto, de que um
tecido dele comprado não fora adquirido por Calafante, então “enfermo” faz muito tempo. Quiprocós diversos surgem dessa trama em que uns tentam enganar os outros, permanentemente. Lazarino, empregado do comerciante – que também engana o patrão – é defendido pelo advogado que aparece no tribunal. Salabaeto, ao ver o advogado, que lhe foi apresentado como doente, tem uma espécie de surto durante a audiência. O Juiz considera-o louco, portanto, absolve Lazarino. Ao cobrar a conta, o mesmo expediente, usado a conselho de Calafante, por Lazarino se repete. O empregado bale e não paga os honorários ao advogado.

Ficha Técnica:
Adaptação e direção: Atílio Garret
Elenco: Adailton Alves, Edson Paulo Souza, Johnny John e Selma Pavanelli

“Sacra Folia” – Fraternal Cia. De Artes e Malas .
São Paulo / SP. | Dia 18/09– 16h
Recomendação: Livre/ Duração: 60 minutos

Em Sacra Folia, a Sagrada Família, perseguida por Herodes e seus soldados, se perde em sua fuga para o Egito e acaba chegando ao Brasil. A perseguição continua em solo nacional e a Sagrada Família se vê obrigada a aceitar a ajuda de dois tipos populares, João Teité e Matias Cão, para se livrar de Herodes e retornar à Judéia. Guiados por Teité, José, Maria e o menino Jesus acabam se embrenhando pelos confins do Brasil. Ao final de extensa e cômica epopéia, Teité registra Jesus como seu filho, para que ele realize no Brasil a promessa do reino de fartura que o Messias, segundo a profecia, haveria de trazer ao mundo.

Ficha Técnica:
Autor: Luis Alberto de Abreu
Direção: Marcelo Masselani
Elenco: João Paulo Rojas Vidal, Cássio Abreu, Mary Clair Peron, Priscila Murias, Samantha Bighetti, Geísa Oliveira, Elisa Monteiro, Maisa Oliveira, Marianna Martins

Serviço:
RE-PRAÇA (Setembro 2011)
Dias10,11,17 e 18 de setembro de 2011
Sábados e Domingos às 16h
Endereço: Rua Ida Vanussi Puntel, altura do nº 250 - Cidade Nova São Miguel - São Miguel Paulista, Zona Leste de São Paulo.

Dias24 e 25 de setembro de 2011 - GRÁTIS
Sábados e Domingos às 16h
Endereço: Rua Mirassol d`Oeste, em frente a Associação dos Moradores do Jd. Das Camélias - São Miguel Paulista, Zona Leste de São Paulo.
Site: www.buracodoraculo.com.br
Blog: http://buracodoraculo.blogspot.com
Vídeo no Youtube: http://il.youtube.com/watch