300x250_zanox_Oferta da Semana
 JPG Oferta da Semana 300x250 VI

TEATRO - SÃO PAULO

E o Vento Não Levou

E o Vento Não Levou

Foto: Adilson Felix

Roteiro de teatro - São Paulo

Por Douglas Picchetti - Arteplural

Comédia E o Vento Não Levou mostra bastidores do filme mais
popular de todos os tempos

04 de outubro a 14 de dezembro de 2011

Numa hilariante corrida contra o tempo, o produtor, o roteirista, o diretor e a secretária vivem uma situação limite: o prazo curtíssimo para escrever o roteiro do clássico filme E o Vento Levou. A peça, traduzida por Isser Korik (que também está em cena) e dirigida por Roberto Lage, é baseada em fatos reais

Versão brasileira da peça americana Moonlight and Magnolias (Luar e Magnólias), escrita por Ron Hutchinson, o espetáculo E o Vento Não Levou estreia dia 4 de outubro, terça-feira, às 21 horas no Espaço Parlapatões, com tradução de Isser Korik e direção de Roberto Lage. A comédia é baseada em fatos reais e conta a divertida história que ficou famosa nos bastidores de Hollywood, durante as gravações do clássico filme E o Vento Levou.

No palco, quatro personagens - o lendário produtor David O. Selznick (Isser Korik), o roteirista Ben Hecht (Henrique Stroeter), o diretor Victor Fleming (Fábio Cadôr) e uma secretária (Luzia Meneghini) – numa corrida contra o tempo para escrever um roteiro em 5 dias a partir do famoso best-seller de 1.037 páginas. O cenário é assinado por Gilberto Gawronski, figurinos de Luciano Ferrari, trilha sonora de Fábio Ock e iluminação de Roberto Lage e Paulo Henrique Jordão.

Isser Korik - que completa 26 anos de carreira agora em outubro - conheceu o texto por intermédio de um amigo. Leu, gostou e entrou em contato com o agente do autor Ron Hutchinson. “Gostei da estrutura da comédia e do conteúdo do texto”, diz o ator e produtor que também é diretor artístico da Conteúdo Teatral (responsável pela programação do Teatro Folha em São Paulo, e Teatro Amil, em Campinas) desde sua criação, em 2001. Isser Korik esteve no palco pela última vez em 2006/ 2007, com O Dia em que Raptaram o Papa.

Roberto Lage dirige pela primeira vez o comediante Isser, com quem já havia trabalhado ano passado durante o projeto Te Amo, São Paulo, no Teatro Folha. “Trata-se de uma comédia americana, com texto bem escrito e inteligente. Uma peça bem feita não somente do ponto de vista da carpintaria teatral, mas também das ideias discutidas”, informa Lage. “Leva à reflexão sobre temas como racismo, a exploração do homem pelo homem, a função do artista e as concessões feitas na criação”, explica o diretor.

Na montagem, o diretor segue o tratamento realista exigido pelo texto. “Acontece no escritório do produtor do filme, com personagens reais, que existiram mesmo, assim como as situações abordadas. É claro que existe um exagero, que é a liberdade de criação do autor.”  Esta é a primeira vez que a peça é encenada no Brasil.

SINOPSE

Em uma manhã de segunda-feira, em fevereiro de 1939, o produtor David O. Selznick (Isser Korik), insatisfeito com o que tinha nas mãos, contrata o roteirista Ben Hecht (Henrique Stroeter) para reescrever todo o roteiro de Sidney Howard para o filme E o Vento Levou, que já estava sendo rodado. Porém, o novo roteirista é um dos únicos em todo o País que nunca leu o romance mais famoso daquele momento.

Se junta a eles o diretor Victor Fleming (Fábio Cadôr), que é tirado das gravações de O Mágico de Oz. Juntos, produtor e diretor, que leram o livro, têm a difícil missão de contar e interpretar as principais cenas do livro, para que Ben Hecht possa assim escrever o novo roteiro do filme que Selznick, pretensiosamente, quer que se torne um marco na história do cinema americano.

Ao conhecer a sinopse do filme, o roteirista fica infeliz, não se impressiona e acha que o romance está fadado ao fracasso. Mas o prazo para finalizar o roteiro é curto. Cinco dias intensos de confinamento regados a água, bananas e amendoins, que o produtor considera ajudar no processo criativo. Ninguém sai do escritório até que o novo roteiro fique pronto.

Ficha técnica:
Texto: Ron Hutchinson. Tradução: Isser Korik. Direção: Roberto Lage. Elenco: Isser Korik, Henrique Stroeter, Fabio Cadôr e Luzia Meneghini.

Local: Espaço Parlapatões (98 lugares)
Endereço: Praça Franklin Roosevelt, 158 Tel.: (11) 3258-4449
Horário(s): terças e quartas, às 21h
Data(s):
04 de outubro a 14 de dezembro de 2011.
Preço(s): R$ 30,00 (inteira)  R$ 15,00 (meia)
Classificação: livre
Duração: 90 Minutos
Internet: www.ingressorapido.com.br

Navegue por NossaDica

Copyright © 2007 • Nossadica • Todos os direitos reservados • Mapa do siteWebMasterHostDica Serviço de Internet