Teatro - São Paulo

TEATRO INFANTIL - SÃO PAULO

CURUMIM DISSE SIM E CURUMINHA DISSE NÃO

CURUMIM DISSE SIM E CURUMINHA DISSE NÃO

Foto: divulgação / Thais Antunes

Teatro Cleyde Yáconis - Avenida do Café, 277, Jabaquara. Estação Metrô Conceição

Por Douglas Picchetti / Arteplural Comunicação

14 agosto a 31 outubro de 2010

A peça infantil é uma livre adaptação da obra “Aquele que diz sim e aquele que diz não” , de Bertolt Brech, e promove o encontro do maior dramaturgo alemão do século 20 com a criança brasileira do século 21 por meio de cultura popular brasileira

Elaborado a partir de vasta pesquisa sobre o folclore brasileiro, o espetáculo infantil CURUMIM DISSE SIM E CURUMINHA DISSE NÃO estreia dia 14 de agosto, sábado, às 16h, no Teatro Cleyde Yáconis. Escrito e dirigido por Paulo Ribeiro (também diretor de Alladin O Musical e O Poeta e as Andorinhas), o espetáculo é uma adaptação da obra Aquele que Diz Sim e Aquele que Diz Não, de Bertolt Brech. Mitos, lendas e cantigas do folclore nacional tornam essa dramaturgia legitimamente brasileira. No elenco, Cibele Troyano, Nábia Villela, André Marçal, Victor Lei  Mariana Siqueira.

Para unir Bertolt Brech, o maior dramaturgo alemão do século 20, às crianças do século 21, o autor e diretor Paulo Ribeiro optou por trabalhar com um universo familiar, o folclore brasileiro. “Os fantásticos mitos e lendas estão presentes no imaginário de todos nós e, certamente desta forma, as crianças poderão assimilar melhor a essência desse grande dramaturgo”, diz Paulo. 

A peça acontece dentro de uma floresta, onde existe a aldeia em que vive o pequeno índio Curumim. Certo dia, ele resolve sair em uma aventura na companhia do velho pajé e de um jovem índio à procura de um remédio que cure a misteriosa doença que está se espalhando na pequena aldeia onde vivem. No meio do caminho, o Curumim se perde de seus companheiros, e nessa solitária travessia pela grande floresta encontra seres divinos, guardiões das águas e das matas, como a Cobra-grande, a Mãe d’água e o Curupira.

Tudo é transformado em uma divertida saga com desfechos surpreendentes, mas ao dizer "sim" as rígidas leis e costumes de sua tribo, seu destino é severamente determinado. Na segunda parte da história, a pequena índia Curuminha refaz a mesma saga aventureira, mas transforma tudo em sua volta ao dizer "não" a essas leis e costumes antigos.

Para essa montagem, o autor e diretor Paulo Ribeiro pediu a todos os profissionais envolvidos que mergulhassem no folclore brasileiro com os olhos e o coração de uma criança, elaborando tudo a partir da simplicidade sem perder a poesia do texto. “Atuando, cantando e tocando seus instrumentos, os atores atuam com originalidade e criatividade. A espontaneidade é fator importante neste gênero de encenação que transforma tudo em volta em uma contagiante alegria, entrelaçada com delicados momentos de absoluta poesia”,
explica Paulo.

No espetáculo, a música tem papel de destaque e conduz toda ação. “É por meio das elaboradas melodias folclóricas, letras e arranjos do diretor musical Rafael Altro que os pequenos espectadores viajam por um mundo fantástico e real ao mesmo tempo. Os diálogos, os personagens e os efeitos são cuidadosamente pensados para servir de estímulo à criatividade e à reflexão”, completa o autor e diretor.

CURUMIM DISSE SIM E CURUMINHA DISSE NÃO é um espetáculo criado a partir de uma cuidadosa pesquisa que resgata, registra, valoriza e divulga a nossa cultura folclórica. Com cenografia do próprio diretor e autor em conjunto com Leo Diniz, que também assina o figurino, e iluminação de Cizo de Souza, a proposta da peça é preparar a criança, por meio da arte, para os outros desafios da vida.

Texto e direção: Paulo Ribeiro. Elenco: Cibele Troyano, Nábia Villela, André Marçal, Victor Lei e Mariana Siqueira.

Local: Teatro Cleyde Yáconis  (288 lugares)
Endereço: Avenida do Café, 277, Jabaquara. Estação Metrô Conceição Tel.:  (11) 5070-7018
Horário(s): sábados e domingos às 16h
Temporada: 14 agosto  a 31 outubro de 2010
Preço(s): R$ 20,00 (inteira) R$ 5, 00 (meia)
Classificação: 5 anos
Duração: 60 minutos
Estacionamento – Rua Guatapará, 170
www.teatrocleydeyaconis.art.br

Fernanda Teixeira / Assessoria de Imprensa - Arteplural Comunicação
www.artepluralweb.com.br