JPG Oferta da Semana 300x250 VI
300x250_zanox_Oferta da Semana


TEATRO DE DANÇA - SÃO PAULO

Cristian Duarte no HOT 100 - The Hot One Hundred Choreographers

HOT 100 – The Hot One Hundred Choreographers

Foto: Carol Mendonça

Por Canal Aberto - Márcia Marques

Dança
Uma coleção coreográfica que reúne referências de cem artistas e espetáculos que influenciaram a carreira do bailarino

10 a 26 de fevereiro de 2012 - Teatro Cultura Inglesa Pinheiros

Como discutir no corpo uma série de referências acumuladas ao longo de uma trajetória artística? O bailarino e coreógrafo Cristian Duarte busca problematizar essa questão com o espetáculo solo HOT 100 – The Hot One Hundred Choreographers, que cumpre temporada de 10 a 26 de fevereiro de 2012 no Teatro Cultura Inglesa-Pinheiros (R. Deputado Lacerda Franco, 333 – Pinheiros). Esse projeto foi realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura – Programa de Ação Cultural – 2011, contemplado com o APCA 2011 de Criação em Dança e atualmente concorre ao Prêmio Governador do Estado.

Criado em colaboração com o artista Rodrigo Andreolli, o ponto de partida – e de inspiração - para a concepção de HOT 100... foi a obra do artista escocês Peter Davies, que elencou em uma tela multicolorida uma lista de cem artistas/obras de sua preferência, a qual ele chama de “The hot one hundred”. Cristian Duarte transportou esse procedimento de Davies para o ambiente coreográfico, colocando-o em contato com uma série de cânones e artistas que o instigaram em sua trajetória em dança contemporânea.

Cristian Duarte selecionou cem grandes artistas/coreógrafos/espetáculos a partir de uma lista particular que, de alguma forma, influenciou seu percurso na dança. HOT 100... é recheado de referências que vão do clássico ao pop, reveladas no palco não de uma forma simplesmente narrativa ou ilustrativa, mas em coreografias que se transformam e se sobrepõe à luz das suas referências pessoais, das conexões existentes durante sua caminhada na dança contemporânea. “Este espetáculo não é uma representação de trechos coreográficos de outros artistas, trata-se de um recorte das tendências artísticas que me acompanham. Mostro as nuances de passagem de uma referência à outra, uma certa negociação do corpo e sua memória, mas não as represento de forma figurativa”, explica Duarte.

Grande parte dos espetáculos listados foram apreciados presencialmente por Cristian, outros, conheceu por meio de pesquisas pela internet. Assim, adotou o critério de listar apenas os coreógrafos que tivessem seus trabalhos disponibilizados na internet (youtube, vimeo, website ou similar). “Trabalho árduo, pois em alguns casos, encontrávamos apenas o coreógrafo, mas não a obra que desejava para a ‘hot-lista’. Quando isso acontecia, tínhamos as seguintes opções: escolher outro trabalho, retirá-lo da lista ou buscar o trabalho em outro tipo de acervo. Escolhemos a última opção”, explica Cristian.

Para conceber a “hot lista” com os cem nomes de artistas, Cristian Duarte deixou-se “contaminar” pelo livro “A Vertigem das listas”, de Umberto Eco. Para o escritor, filósofo e semiótico, o humano tem uma obsessão pela classificação. No livro, ele reflete sobre como a ideia dos catálogos, listas, enumerações e inventários mudou ao longo dos séculos e como essa mudança foi expressa por meio da literatura e das artes visuais. Na obra, o pensador responde questões de como criar uma classificação rigorosa ou se há apenas um critério para classificar e qual. Essa contaminação aparece, inclusive, na trilha sonora composta por Tom Monteiro que se utiliza de diversos recortes sonoros de diversos tipos de música, e, também, a iluminação de André Boll, que nunca atinge uma cor totalmente definitiva e passeia sempre entre uma tonalidade e outra, da mesma forma que Cristian faz em cima do palco: promovendo acordos provisórios entre diferentes referências coreográficas e as apresentando como um grande livro biográfico do próprio corpo.

A "hot lista" de Cristian Duarte pode ser conferida no site: www.lote24hs.net/hot100.

WORKSHOP: “Lista de Referências – um exercício crítico e prático”
15 e 16 de Fevereiro de 2012, quarta e quinta, das 15h às 19h

Este workshop buscará apresentar aos participantes o universo estético e conceitual presente na criação do solo HOT 100 (The Hot One Hundred Choreographers), e será elaborado e conduzido através de exercícios que possibilitarão aos participantes identificar e refletir sobre como se relacionar com seu próprio o campo de referências.

Serão apresentadas ferramentas de criação que auxilie na reflexão e na elaboração de tarefas, procedimentos e experimentos, em contato com o universo investigativo de cada participante, em um ambiente que possa despertar uma atitude de pesquisa, convidando cada participante a compartilhar suas referências e práticas artísticas.

Proposição, criação e performance Cristian Duarte

Local: Teatro Cultura Inglesa-Pinheiros – Rua Deputado Lacerda Franco, 333/Pinheiros – São Paulo
Público alvo: estudantes de dança e interessados em criação que tenham o corpo como objeto de investigação.
Como se inscrever: o interessado deve enviar um currículo sucinto para o email: hot@lote24hs.net
Custo: R$ 10,00

Serviço
HOT 100 – The Hot One Hundred Choreographers
Quando: de 10 a 26 de fevereiro de 2012 – sextas, sábados e domingos, às 20h30
Local: Teatro Cultura Inglesa Pinheiros - Rua Dep. Lacerda Franco, 333/Pinheiros – São Paulo
Lotação: 185 lugares – Tel (11) 3032-4888
Preço popular: R$ 5,00 (inteira) Classificação etária: livre

Quem é Cristian Duarte

O coreógrafo e bailarino Cristian Duarte graduou-se, em 2002, na Escola P.A.R.T.S. (Performing Arts, Research and Training Studios), de Anne Teresa de Keersmaeker, na Bélgica. Desde então, tem realizado seus próprios projetos e colaborado com artistas entre Brasil e Europa. Já participou de diversos festivais internacionais e foi premiado pelo Bonnie Bird Choreography Award (Londres).

Quem é Rodrigo Andreolli

Rodrigo Andreolli é formado em Publicidade, Propaganda e Criação, pela Universidade Mackenzie. Desde 2006 trabalha no Teat(r)o Oficina Uzyna Uzona sob direção de José Celso Martinéz Corrêa. Participou de montagens do Grupo XPTO sob direção Osvaldo Gabrieli. Integrou o elenco e montagem do espetáculo “Paraíso sem Consolação”, sob direção de Constanza Macras em 2008. Foi colaborador de pesquisa e criação do solo HOT 100 de Cristian Duarte.