Teatro São Paulo

TEATRO SÃO PAULO

DISSIDENTE

DISSIDENTE

Foto: divulgação / Cacá Bernardes

Teatro Commune

Teatro

Por Márcia Marques

“DISSIDENTE”, de MICHEL VINAVER, reestreia no Teatro Commune

14 de abril a 27 de maio de 2010

Após uma temporada com ingressos esgotados no Sesc Consolação, o Núcleo Caixa Preta reestreia dia 14 de abril de 2010, no Teatro Commune (Rua da Consolação, 1218), o espetáculo “DISSIDENTE”, criado a partir do texto inédito no Brasil de um dos maiores dramaturgos vivos da França, Michel Vinaver.

A montagem mostra a vida cotidiana de uma mãe (Cácia Goulart, indicada ao Prêmio SHELL Melhor Atriz 2008 e 2003/SP por Bartleby e Navalha na Carne respectivamente) e Felipe (José Geraldo Rodrigues, do longa Linha de Passe), seu filho adolescente. Desquitada e abalada pela possibilidade iminente de desemprego, a personagem precisa adaptar-se ao fato de que será substituída por uma máquina. Em contraponto, seu filho vive a experiência do primeiro emprego e as dificuldades no trabalho duro em uma indústria de linha de montagem. A direção é assinada por Miriam Rinaldi (Teatro da Vertigem) e a tradução de “Dissidente” é de Jean-Claude Bernardet e Rubens Rewald.

Sobre o autor

Michel Vinaver nasceu em 1927 em Paris onde vive até hoje. Descendente de russos, estudou na cidade de Annecy onde em 1953 se torna Chefe do Serviço Administrativo da Empresa Gillette-França. Vinaver inicia-se como romancista antes de se aventurar na dramaturgia. Em 1955 escreve sua primeira peça, Les Coréens (Os Coreanos), a pedido de Gabriel Monnet. Apesar de deflagrar grande polêmica, uma parte da mídia consagra o surgimento de um autor teatral. Em 1982 ele deixa a Gillette e o mundo dos negócios para ser professor do Instituto de Estudos Teatrais de Paris III. Cria, dentro do Centro Nacional do Livro, a Comissão de Teatro e depois redige ”A prestação de contas de Avignon”, “Os mil males que sofrem a edição de teatro e os trinta e sete remédios para amenizá-los”, fruto de uma pesquisa de dois anos. Ele também é autor de textos de reflexão sobre o teatro, como os “Escritos sobre o Teatro 1 e 2”, lançados em 1982. “Dissident, il va sans dire”, foi escrita em 1976.

Texto: Michel Vinaver
Tradução: Jean Claude Bernardes e Rubens Renaud
Direção: Miriam Rinaldi
Atores: Cácia Goulart e José Geraldo  Rodrigues

Local: Teatro Commune - Rua da Consolação, 1218 – Consolação.  Tel: (11) 3807 0792.  
Bilheteria: quartas e quintas das 18h às 21h.
Duração: 60 minutos Recomendação: 14 anos Lotação: 73lugares.
Temporada: 14 de abril a 27 de maio de 2010, quartas e quintas às 21h.
Ingresso: R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia)
Estacionamento: R$ 10,00 (conveniado) ao lado do Teatro Café / Acesso para portadores de necessidades especiais / ar condicionado

Canal Aberto Assessoria de Imprensa
Márcia Marques
twitter.com/canalaberto | www.canalaberto.com.br

Navegue por NossaDica

Copyright © 2007 • Nossadica • Todos os direitos reservados • Mapa do siteWebMasterHostDica Serviço de Internet