Cultura São Puaulo

CULTURA - EXPOSIÇÃO SÃO PAULO

DESENHO E DESIGN - AMILCAR DE CASTRO E WILLYS DE CASTRO

DESENHO E DESIGN

Moda - Revista Rhodia Foto (n) Marcos Gorgatti

IAC - Instituto de Arte Contemporânea - Abertura ao público: até 02 de agosto de 2009

DESENHO E DESIGN - AMILCAR DE CASTRO E WILLYS DE CASTRO

Com projetos e diagramações gráficas de dois grandes artistas contemporâneos brasileiros, a exposição tem a curadoria de Lorenzo Mammì

Estudos de logotipos, jornais, revistas, maquete e vestidos compõem os mais de 340 objetos que ficarão em exposição a partir do dia 6 de maio, às 19 horas (para convidados), no Instituto de Arte Contemporânea - IAC, além de esculturas e pinturas de Amilcar de Castro e Willys de Castro, sob curadoria de Lorenzo Mammì. A exposição fica em cartaz até 2 de agosto de 2009.

O diferencial desta exposição é mostrar o patrimônio e a diversidade de criação destes importantes artistas brasileiros, e ser uma mostra que envolve objetos de interesse de pesquisa de áreas como arquitetura, moda, comunicação e arte. Por esses motivos, estima-se que a visitação dessa exposição ultrapasse o número registrado na anterior (mais de 4.000 pessoas).

Nos meados da década de 1960, Mammì observa que “a ruptura entre os movimentos concreto e neoconcreto se deu por concepções diferentes da construção e da fruição da obra”. Para os neoconcretos, a “obra de arte era recolocada como objeto autônomo, que operava em condições muito especiais, e cuja construção e significação em nada coincidiam com as dos objetos de uso comum. Conseqüência lógica dessa postura parece ser um afastamento, ou pelo menos um afrouxamento da relação entre arte e design industrial, que os primeiros teóricos concretos, ao contrário, tentaram aproximar, na esteira de Max Bill e da escola de Ulm. Chama a atenção, portanto, encontrar entre os participantes do movimento neoconcreto dois dos maiores designers e diagramadores gráficos brasileiros: Amílcar de Castro, sobretudo por sua revolucionária atuação na diagramação do Jornal do Brasil, e Willys de Castro - na verdade, a dupla Willys de Castro e Hércules Barsotti, este também integrante do movimento neoconcreto, ambos fundadores e sócios do Estúdio de Projetos gráficos, ativo na década de 1960 e 70”.

O curador da exposição, Lorenzo Mammì, professor doutor da Universidade de São Paulo, afirma que a idéia da exposição surgiu por conta do respeitável trabalho de catalogação, digitalização e conservação realizado pelo Núcleo de Documentação e Pesquisa do IAC, e por isso a exposição se tornou viável, pois a maior parte do que será exposto está sob a responsabilidade do Instituto, por meio de comodato com as famílias dos artistas. Mammì lembra também que o Instituto de Arte Contemporânea Amílcar de Castro, em Nova Lima (MG), disponibilizou importantes materiais e obras do artista.

O Instituto de Arte Contemporânea disponibiliza acesso gratuito ao seu sistema de gerenciamento de arquivo para pesquisadores e público interessado, com visitas previamente agendadas. E a entrada é franca para visitação da exposição, dentro dos seus dias e horários de funcionamento.

Até 02 de agosto de 2009
Terça a Sábado das 10h às 18h (visitando até às 19h), Domingo, das 12h às 17h

Instituto de Arte Contemporânea – IAC
Centro Universitário Maria Antonia - Edifício Joaquim Nabuco
Rua Maria Antonia 258 - 01222-010, São Paulo SP
Fone: 11 3255-2009 | www.iacbrasil.org.br | Agendamento de visitas ao Núcleo de Documentação e Pesquisa: (11) 3255-2009 ou contato@iacbrasil.org.br

Informações para a imprensa
Canal Aberto – 11 2914 0770/ 3798 9510 / 9126 0425 – Márcia Marques
www.canalaberto.com.br

Navegue por NossaDica

Copyright © 2007 • Nossadica • Todos os direitos reservados • Mapa do siteWebMasterHostDica Serviço de Internet