Home / Agenda Cultural de Brasília / Festival CRIOLINA agita o Centro Comercial de Brasília

Festival CRIOLINA agita o Centro Comercial de Brasília

O Fundo de Apoio à Cultura (FAC), da Secretaria de Estado de Cultura do Governo de Brasília, apresenta:

FESTIVAL CRIOLINA

Em comemoração aos 12 anos do selo Criolina, o evento reúne, ao longo de 12 horas de música brasileira, 15 artistas vindos de cinco estados e também do Distrito Federal, que se revezarão em dois palcos.

Foto: Estúdio Califórnia

 

No sábado, dia 12 de agosto, as ruas e prédios do centro de Brasília vão ser o cenário para o encontro de alguns dos nomes mais representativos da música brasileira contemporânea. A convite do selo Criolina e para comemorar seus 12 anos de atividades na cena cultural, sete bandas e oito DJs vão trazer as novidades que estão pulsando em vários cantos do Brasil para o meio do Setor Comercial Sul. Para os produtores e DJs que compõem o Criolina, a realização do evento “traz essa magia de reunir tudo e todos no coração da cidade. Promover este Festival é um sonho antigo, fortalece a música brasileira e a vocação de Brasília para as experiências em espaços públicos”.

 

Autores de inúmeras propostas culturais e considerados um dos mais importantes coletivos artísticos da capital do Brasil, o Criolina se define como “um sistema em constante movimentação e reinvenção”, com uma história ligada à música, artes gráficas e eventos. Como DJs e músicos, foram seis anos de turnês por festivais da Europa, mas o foco sempre foi Brasília. Recentemente, lançaram também sua própria marca de cerveja, a Criolipa, e um bar de cervejas artesanais que funciona num galpão, um amplo espaço multiuso preparado para receber todo tipo de experiência criativa. A festa Criolina, uma criação do ‘selo’, é uma das mais tradicionais de Brasília e peça fundamental na formação de público e suporte aos novos talentos que despontam na capital. O Criolina assina também um programa semanal de rádio, um bloco de carnaval, produções de shows, cria trilhas sonoras para cinema e publicidade, produz uma web-série de entrevistas e constantes peças gráficas para o mercado cultural.

 

O projeto Palco Criolina é o amadurecimento das festas e acumula na bagagem mais de 500 edições, com passagens por 15 cidades brasileiras e sete países, e por onde passaram cerca de 1000 artistas, de mais de 13 estados brasileiros e de mais 20 países diferentes, ao longo de seus 12 anos. Pelos palcos dos seus eventos passaram bandas e DJs locais, nacionais e internacionais, em noites disputadas, com a constante frequência de pessoas antenadas na pesquisa de velhos e bons sons e na nova cena da música brasileira, entre eles músicos, produtores culturais, jornalistas e artistas de outras vertentes.

 

Metá Metá Foto: Fernando Eduardo

A cenografia do Festival Criolina é a cidade. A curadoria, é das bandas que participam estão em sintonia com os valores dos seus realizadores, “seja no som que fazem, na estética apresentada, ou na trajetória”, comenta Rodrigo Barata, um dos fundadores do selo. Muitos deles, como Metá Metá, de São Paulo, Felipe Cordeiro, do Pará, Eddie, de Pernambuco e os xarás do Maranhão, já passaram pelos palcos do Criolina anteriormente. Apresentam-se também neste festival as bandas de Brasília Muntchako, Consuelo e Passo Largo e o DJ Emídio, que vai agitar os intervalos dos shows.

 

No outro palco do evento, o Aparelhinho, sobem o baiano Mauro Telefunksoul, um dos responsáveis pelo movimento Bahia Bass, que vem tomando o Brasil e o mundo mesclando bass music mundial com o repertório sampleado da cultura baiana; DJ Dolores, de Pernambuco, referência para DJs que produzem música eletrônica no Brasil; Mauro Farina, do Free Beats, festa em espaço urbano que mescla diferentes estilos musicais no centro de São Paulo; e, pela primeira vez em Brasília, o duo paulistano Venga Venga, dos artistas Denny Azevedo e Ricardo Don, criadores de um movimento cultural itinerante por espaços urbanos que promovem vivências artísticas por meio de happenings, com DJ-sets, performances e instalações que, com pegada ritualística, exploram e questionam apropriação cultural, migrações e diversidade sexual. De Brasília, sobem no palco Aparelhinho: Ops, Pezão e Barata.

 

Serviço:

FESTIVAL CRIOLINA – 1º Edição
Local: Setor Comercial Sul
Dia e horário: Sábado, 12 de agosto, das 19h às 5h
Ingressos: https://goo.gl/JioJuL
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 18 anos

Palco Criolina
Consuelo (DF); Metá Metá (SP); Passo Largo (DF), Criolina (MA); Muntchako (DF), Felipe Cordeiro (PA) e Eddie (PE); DJ Emidio (DF)

Palco Aparelhinho
DJ Dolores (PE); Mauro Farina (SP); Ops (DF); Venga Venga (SP); Mauro Telefunksoul (BA); Pezão (DF); Barata (DF)
_____________________
Informações
www.facebook.com/festacriolina
www.instagram.com/criolinabsb
_____________________
Apresentação
FAC / Secretaria de Cultura / Governo de Brasília

Check Also

Espetáculo infantil “Pelo Mundo com Mawaca”, na CAIXA Cultural Brasília

Grupo MAWACA na CAIXA Cultural Brasília Curtíssima e imperdível temporada do espetáculo “Pelo Mundo com …

Deixe seu comentário