Home / Agenda Cultural de Brasília / Festival Ferrock celebra sua 32ª edição

Festival Ferrock celebra sua 32ª edição

NUNO

O palco rock n’roll mais tradicional do DF completa 32 anos. Dia 02 de dezembro, a Praça do Trabalhador na Ceilândia Sul, ao lado da Administração da Ceilândia, recebe o Ferrock Festival. Esse ano, a programação musical começa às 10h, com exposições, feira de artesanato e estandes de instituições parceiras.

O palco Ferrock será aberto às 12h, com shows dos três melhores colocados e da banda revelação do II Festival Interescolar de Música das Escolas Públicas de Ceilândia.

A partir das 14h30, muito rock n’roll com as bandas O.J.T.B., Barbarella B, Actemia (GO), Evil Corpse, Kábula, Parafernália, Flashover, Elffus, Golpe de Estado (SP) e, fechando a noite, Nuno Mindelis (SP), considerado o maior guitarrista de blues do Brasil. Como em todas as edições, a curadoria do festival foi feita por uma comissão formada por paceiros e apoiadores do Ferrock.

O Ferrock Festival é uma mistura de música, lazer, consciência socioambiental e combate a violência. Criado por jovens ceilandenses, amantes do rock n’roll vindos de movimentos estudantis, associações de moradores e igrejas, o festival, assim como o Centro Cultural Ferrock, é hoje uma referência quando se fala em ações culturais voltadas ao desenvolvimento social na Ceilândia.

Bandas convidadas

OJTB (DF)
Criada em 1996 em Taguatinga, a banda retornou suas atividades em 2015, após um hiato de 10 anos. A OJTB é o hardcore com pitadas de punk rock e crossover. Com músicas autorais, tem entre suas referências bandas clássicas como Ramones, Inocentes, Dead Kennedys e Ratos de Porão. A formação atual conta com Anderson Passarinho (vocal), Rodrigo Zildão (bateria), Danilo (baixo) e Marcelo Dentinho (guitarra).

BARBARELA B (DF)
O nome veio da heroína sensual dos quadrinhos psicodélicos dos anos 60. Com um rock alternativo dançante, que conta com influências de rock de garagem sessentista e da black music setentista, o quarteto distorce o samba-rock e injeta psicodelia e acidez em grooves pesados e riffs de guitarras viajantes. Powerpop de primeira com refrões e letras ritmadas. A banda é formada por Renato Gonoli (bateria e vocal), Thomé de Souza (contrabaixo e vocal), Robson Gomes (guitarra e vocal) e Sérgio Passos (guitarra e órgão).

ACTEMIA (GO)
Banda goiana de rock autoral formada em 2001. Tocou de Norte a Sul do Brasil, divulgando seu disco “Com licença dona cidade”. De volta à ativa em 2015, a Actemia volta marcada pela diversidade. Diversidade de influências, de identidades, de ideologia. Não há como encaixá-la em qualquer das milhares de subclassificações do rock. A banda é formada por Reginaldo Mesquisa (voz e guitarra), Éveri Sirac (voz, violão e sintetizadores), Geórgia Cynara (voz e violino), Marcos Henrique (guitarra e teclados), Enilson Macedo (baixo) e Fabrício Guimarães (bateria).

EVIL CORPSE (DF)

Thrash Metal, metade de Águas Lindas e metade de Ceilândia. Formada em janeiro de 2014, a Evil Corpse faz um som rápido e agressivo, calcado na velha escola alemã, com influências de Kreator, Hypnosia, Exumer, Cancer, Invocator, entre outras. Formada por DarkHell (guitarra e vocal), Zenön (bateria e vocal) e Rômulo (baixo), a banda acaba de lançar a sua primeira demo intitulada “Awakening The Slaughter”, depois de lançar o single “Infection Noise” pelo youtube. A Evil Corpse se prepara para a gravação do primeiro álbum com previsão de lançamento para o segundo semestre de 2018.

KÁBULA (DF)

A banda Kábula foi formada em 1998. No “dicionário” do grupo, “cabulador” virou KÁBULA. O primeiro registro da banda é o CD “Papillon”, de produção independente, que contém a faixa “O Cachorro do Presidente”, um “hit” entre a galera rockeira do Centro-Oeste. Em 2009, a banda lançou o CD “Na Estrada”, também independente, com 12 faixas inéditas do mais genuíno hard rock, consolidando sua proposta de trabalho. A banda lançou em 2013 o seu primeiro DVD ao vivo, intitulado “Na Estrada”. A Kábula é composta por Ricardo da Rocha (voz), Osiris Di Castro (guitarra), Wagner Marcelo (baixo) e Léo Cavalcante (bateria).

FLASHOVER (DF)

Formada no ano de 1996, a banda de trash metal nascida em Taguatinga, gravou ao vivo seu primeiro trabalho, a demo-tape intitulada Flashover, em 1999. Logo em seguida (2001) emplacou seu primeiro CD “Infamous Country”, tendo as 1.000 cópias gravadas e esgotadas em pouco tempo. Já em 2003, a banda lançou o álbum “Land of Cannibals”, pelo selo Lethal Records, consolidando de vez a Flashover no cenário nacional. No ano de 2007 a banda lançou seu terceiro álbum “Superior”, e atualmente está em processo de pré-produção do novo projeto, com seu lançamento previsto para o primeiro semestre de 2018. A formação atual conta com Itazil Junior (vocal), Fernando Cezar (guitarra), Tiago Teobaldo (contrabaixo) e Josefer Ayres (bateria).

PARAFERNALIA (DF)

Formada em 2000, a banda Parafernália tem como grande influência e inspiração os conjuntos nacionais dos anos 70, a música clássica, além do rock progressivo britânico e italiano. O grupo tem como característica marcante a mesclagem de hard/heavy e progressivo e o desenvolvimento mais apurado de arranjos e passagens instrumentais e é, atualmente, um dos poucos representantes dessa vertente em Brasília. A Parafernalia conta com Dado Nunes (baixo e vocal), Pablo Kosinski (bateria), Pedro Moris (teclado e vocal) e Rodrigo Figueiredo (guitarra e vocal).

ELFFUS

Banda brasiliense formada no final da década de 1980 reconhecida por sua performance vigorosa e cheia de energia no palco, e por seu som poderoso que deixa transparecer o peso até mesmo nas baladas. Lançou em 1989, o primeiro trabalho “Pura Inocência” (só saiu em vinil) , que vendeu mais de 6 mil discos em apenas 8 meses, durante uma série de shows que totalizaram um público de 180 mil pessoas. O quarto trabalho do ELFFUS, com doze faixas, é resultado da energia da atual formação da banda, com Pedro Selva (Guitarras), Fernando Di Castro (Baixo), Álcimo (Bateria) e Alberto (Vocal e violão). Como em todos os trabalhos do ELFFUS, a produção é totalmente feita em Brasília.

GOLPE DE ESTADO (SP)

Com 30 anos de carreira e um legado indiscutível no rock nacional, autora de hits absolutos tais como “ Caso Sério”, “Paixão”, “Noite de Balada”, “Não é Hora” entre outros, a banda Golpe de Estado está de volta para comemorar essa expressiva marca em sua carreira. Mesmo após o falecimento do ícone Helcio Aguirra (guitarra), o baixista e fundador Nelson Brito decidiu se juntar ao seu ex companheiro de banda Roby Pontes (bateria) além de recrutar o guitarrista Marcelo Schevano ( Carro Bomba/Casa das Máquinas) e o vocal João Luiz( Casa das Máquinas). Para essa turnê a banda também conta com o apoio de Matheus Shanoski (teclados) e vem passando por diversas cidades do Brasil levando o que a banda sempre primou, um hard rock de qualidade com letras ácidas em português.

NUNO MINDELIS

A banda é nova e o formato atual , com Marcos Klis no Baixo, Dhieego Andrade na bateria e Alex Bessa nos teclados / Hammond B3. No show, criações ao vivo, não há scripts de qualquer natureza. Existe um roteiro básico, sim, mas que procura apenas lembrar ao Nuno e aos músicos que existem músicas deste ou daquele disco que devem ser executadas porque o público as canta junto. Sim, “It’s All about Love”, do álbum mais recente Angels & Clowns, é sempre cantada em coro. A aprentação será um mix de vários álbuns anteriores (Texas Bound, Twelve Hours, Blues on the Outside) gravados com a lendária banda Double Trouble. Clássicos poderão acontecer. O público vai contar com a guitarra internacionalmente premiada de Mindelis do começo ao fim, acompanhada por uma banda objetiva e vigorosa que invariavelmente leva a galera ao delírio.

História do rock de Brasília

A História do Rock Brasiliense será o tema de uma Roda de Prosa realizada na Escola Técnica da Ceilândia, no dia 09 de dezembro, às 14h. Coordenada pelo Centro Cultural Ferrock, com mediação de Fellipe CDC (integrante das bandas Caligo, Terror Revolucionário e Terrocídio), a roda de prosa contará com a participação de Robson Gomes, guitarrista e vocalista da banda Barbarella B, de Armando Mosna da Rádio 4 Tempos, de Gilmar Santos da banda ARD, de Mário Pazcheco do site Do Próprio Bolso e de Fábio Guedes (Frajola) responsável pelo programa Zine-se e integrante da banda Seconds of Noise. Após a roda de prosa, pocket show com Celião In Concert.

O Ferrock é um evento gratuito mediante doação de 1Kg de alimento não perecível. Todas as doações serão encaminhadas a projetos assistenciais da Ceilândia. O festival conta com o apoio da Administração Regional de Ceilândia, Secretaria de Cultura do Distrito Federal, e conta com a parceria da Casa do Cantador, Destino Correto, Curumim Cultural, Otaloukos, Academia Vida Ação, Rock Brigade, Cultura FM, Zine Oficial, Educafro, O Clube do Som, Cia das Artes, Abutres Brasil, Museu Casa da Memória Viva, Grupo Atitude, Rádio 4 Tempos e Berlim Discos.

Programação Ferrock Festival

Ferrock Festival – 32ᵃ Edição – 2017
Data: 02 de dezembro (sábado)
A partir das 10:00h: Oficinas, exposições, feiras e encontro de motos em comemoração ao 32º aniversário do festival.
12h00 às 14h00: Apresentações do Festival Interescolar de Música das Escolas Públicas de Ceilândia 2017
12h30 – 3º Lugar Lucas Dourado
13h00 – 2º Lugar Tiago Lemos
13h30 – 1º Lugar Derick Danniel
14h00 – Banda Revelação do CEM 12
14h30 – O.J.T.B.
15h00 – Barbarella B
15h30 – Actemia (GO)
16h00 – Evil Corpse
16h30 – Kábula
17h30 – Parafernália
18h30 – Flashover
19h00 – Elffus
20h00 – Golpe de Estado (SP)
21h00 – Nuno Mindelis (SP)
Local: Praça do Trabalhador – QNM 13 – Área Especial (ao lado da Administração Regional) – Ceilândia Sul

Ferrock Roda de Prosa (Seminário)
A História do Rock Brasiliense, desde o início de Brasília até os dias atuais, finalizando com Pocket Show com Celião In Concert
Data: 09 de dezembro (sábado)
Horário: 14h
Local: Escola Técnica de Ceilândia – QNN 14, Área Especial (ao lado da Estação Guariroba do Metrô), Ceilândia Sul

Serviço
Ferrock Festival – Calendário Cultural 2017
02 de dezembro – 10h às 22h
Ferrock Festival – 32ᵃ Edição – 2017
Local: Praça do Trabalhador – QNM 13, Área Especial Módulo “B” (ao lado da Administração Regional), Ceilândia Sul
Entrada Franca mediante doação de 1Kg de alimento não perecível, exceto sal e fubá.

09 de dezembro – 14h
Ferrock Roda de Prosa (Seminário)
Local: Escola Técnica de Ceilândia – QNN 14, Área Especial (ao lado da Estação Guariroba do Metrô), Ceilândia Sul

Toda a programação é gratuita.
Classificação livre

Email

Check Also

Consciência Negra e Diversidade nas lentes de cineastas brasilienses

FAC e CCBB apresentam: Mostra de Curtas    Brasília em Plano Aberto Consciência Negra e …

Deixe seu comentário