Comentários de filmes

FILMES

“REBOBINE, POR FAVOR ” de Michel Gondry

REBOBINE, POR FAVOR

Foto: divulgação - Danny Glover e Mia Farrow

Comédia que homenageia os loucos por cinema

Filme

“REBOBINE, POR FAVOR ” de Michel Gondry

Por Luiz Felipe Nogueira de Faria

•O mais recente trabalho de Michel Gondry “Be kind Rewind” (título original) faz jus à sua fama de criativo e original roteirista/diretor. Capaz de desafiar o bom senso mais burocrático e transitar numa rota distante das leituras mais tradicionais sobre as relações entre o ficcional e o documento mais próximo dos fatos, ainda provoca a inteligência do espectador com tiradas de puro nonsense, sem perder o fio da trama, por sinal muito louca (e divertida). Talvez até o titulo desse comentário ficasse mais exato se destacasse essa capacidade do cinema de curar os males e as tristezas mais incrustadas e permitir a superação dos impasses da vida, desde que, é claro, seja feito com bom humor e despojamento inventivo. Aí a loucura deixa de ser paralisante para funcionar como fator de impulsão para os mundos que estão por vir.

A sustentação da trama é algo por si só reivindica uma discussão sobre os poderes e encantos da linguagem, cinematográfica ou não: O esquisitão Jerry, criatura cuja proximidade com os amigos e parceiros de trabalho suscita preocupações por conta de suas trapalhadas, se torna involuntariamente magnetizado – as circunstâncias em que isso ocorre são hilariantes -, e, assim, desmagnetiza as fitas da locadora do Sr. Fletcher (apagando os filmes), deixando seu amigo Mike em apuros. O próprio Sr. Fletcher está com dificuldades de manter a locadora naquele local, ameaçada pela prefeitura e com risco de ser demolida. Em meio a todo esse caos, os moços birutas resolvem inovar fazendo os filmes – com os recursos que encontram disponíveis – que são pedidos, produzindo um verdadeiro curto-circuito nos fregueses, além de brincar respeitosamente com algumas cenas de filmes como “Conduzindo Miss Dayse” e “Rei Leão”. O que é mais interessante é o fato de que essa atitude é vital para esses dois marotos manterem a locadora sem produzirem maior ônus para o dono. Mas, e os cinéfilos que querem ver determinados filmes, como vão reagir a essa “trapaça”?

Contornando o problema propriamente moral que circunda a estória, Michel Gondry centra a narrativa na perspectiva de acompanhar as mutações que vão ocorrendo nas pessoas que entram em contato com essa estranha locadora. Desse ponto de vista pode construir uma sugestiva metáfora sobre as relações entre o virtual e o real, além de sugerir que o ato de fazer cinema não pode dispensar uma boa dose de fantasia, de quem faz e de quem vê. Mais do que isso: afirma que a ação de fazer filmes e contemplar esta ação tem poder transformador e capaz até de construir a realidade, seja a que se faz no presente, seja a que é trazida pela memória. No final de tudo a alegria que surge pode ser compartilhada e experimentada sem culpas, porque produtora de laços fortes, ainda que (bastante) fora de certos padrões.

O elenco ajuda muito. Jack Black (Jerry), Mos Def (Mike) e Danny Glover (Sr. Fletcher) dão conta do recado, junto com Mia Farrow (a Sra Kimberley, figura não menos estranha que os demais e que dispara o processo com suas cobranças e expectativas quanto aos filmes da locadora). Na verdade todos estão ótimos, não apenas os quatro protagonistas. As pontuações musicais são elegantes e adequadas ao ritmo frenético do filme.

Assim, Michel Gondry nos deixa uma inquietante pergunta: Como fazer para reconstruir aquilo que já desapareceu? Como inventar outras imagens para conviver e nomear a vida? A resposta parece estar na intensidade com que todos se devotam a filmar a história de um importante personagem do Jazz (terá existido?). Ou seja, mais do que ter a pretensão de dizer a verdade das coisas e do mundo, vale a exploração corajosa das possibilidades da linguagem.

Luiz Felipe Nogueira de Faria : contato

Poste um comentário

Navegue por NossaDica

Copyright © 2007 • Nossadica • Todos os direitos reservados • Mapa do siteWebMasterHostDica Serviço de Internet