Cultura

AGENDA CULTURAL

FATO: DA TAMANCALHA AO SAMPLER

Foto: Marco Novack

Agenda Brasil

Por Beth Moura

Evento musical

FATO: DA TAMANCALHA AO SAMPLER

Grupo Fato lança livro de partituras com registros de músicas de compositores paranaenses contemporâneos com arranjos originais do grupo

24 de novembro de 2010

Música urbana de tamanco? Fandango-tango-forró-samba-funk de geada? Mesmo criando adjetivos pra lá de compostos é difícil chegar a algo que sintetize a música do Fato em seus 16 anos de existência. A mistura de referências, em sua maioria, brasileiras e populares, conduziram o grupo (ou foram conduzidas por ele) a uma musicalidade urbana atravessada por diferentes pessoas, sonoridades e lugares. Nos cinco CDs gravados pelo Fato ficou nítida a opção por priorizar compositores paranaenses (muitas vezes os próprios integrantes do grupo) ou pessoas próximas ao universo musical curitibano (seja porque moraram em algum momento na cidade ou porque passaram a frequentá-la, muitas vezes mediadas pelo próprio grupo).

A trajetória do Fato e de seus integrantes sintetiza parte da história do meio musical curitibano dos meados da década de 1990 até o presente, tendo em vista suas atuações artísticas (e políticas) pessoais e/ou coletivas. E é essa trajetória e contribuição à história da música paranaense, escrita por Marcelo Sandmann, (professor de literatura da UFPR, poeta e cancionista), que introduz o livro de partituras Fato: da tamancalha ao sampler, realizado através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Curitiba – lei esta que, desde seu primórdio, foi fundamental para várias das realizações do grupo.

Fato: da tamancalha ao sampler traz, na íntegra, partituras de 20 músicas selecionadas dentre aquelas que compõem os cinco CDs do grupo (Fato, Fogo Mordido, Oquelatá Quelateje, Oquelatá Ao Vivo, Musicaprageada), todas bastante representativas no conjunto de sua obra. O livro segue acompanhado de um CD que traz faixas sonoras com as músicas que integram o projeto e ainda as partes das partituras relativas a cada instrumento empregado nos arranjos. E dentre tais instrumentos estão violão, tamancalha (um ''sapateador'' desenvolvido por Zé Loureiro, um dos integrantes do grupo), guitarra, latão, baixo, calota... Da tamancalha ao sampler é um registro preciso da música curitibana produzida pelo Fato e sua ''inusitada mistura de estilos'', sua ''invenção de raízes'' a ''partir do Paraná''.
Texto: Dayana Zdebsky de Cordova

Show de lançamento: FATO ID - da Tamancalha ao Sampler
Livro de partituras com arranjos originais do Grupo Fato
Data: 24 de novembro de 2010 - Quarta-feira
Local: Teatro Paiol
Endereço: Praça Guido Viaro, 0 - Prado Velho
Informações: (41) 3213-1340
Horario: 20:00h - Bate- Papo show com o grupo Fato e compositores participantes do livro.
Entrada: gratuita

Contato assessoria de imprensa:
Beth Moura (Produtora Cultural)
Verdura Produções Culturais
- www.verduraproducoes.blogspot.com