NossaDica.com - Agenda de cultural do Brasil

Dicas - Teatro Rio de Janeiro

Grupo Roda Gigante comemora quatro anos de palhaçada em hospitais

Grupo Roda Gigante comemora quatro anos de palhaçada em hospitais

Kid Abelha | Foto Christian Gaul

Por Mariana Pires / PAGU Comunicação

Os doutores palhaços celebram com o espetáculo ‘O Sentido da Vida’ + exposição fotográfica ‘Olha o Passarinho’

Celebrando quatro anos de atividades em novembro de 2012, o Grupo Roda Gigante desenvolve pesquisa continua sobre a atuação do palhaço na cidade e suas possibilidades de intervir na produção da saúde com apresentações artísticas regulares em hospitais públicos do Rio de Janeiro. Os palhaços proporcionam que toda a comunidade hospitalar (pacientes, parentes, profissionais, médicos, etc) exercite sua capacidade de sensibilizar-se em relação ao outro, através de jogos e brincadeiras. Também realizam oficinas em comunidades carentes e espetáculos pela cidade, como ‘O Sentido da Vida’, musical que está em cartaz do Teatro do Jockey junto com uma exposição fotográfica.

O trabalho é realizado em cinco hospitais cariocas - Hospital Municipal Salgado Filho, Hospital dos Servidores do Estado, Hospital Geral de Bonsucesso, Instituto de Pediatria da UFRJ (IPPMG) e no Hospital Universitário Pedro Ernesto, ligado a UERJ. Os trabalhos exercidos integram o programa HumanizaSUS, parte da Política Nacional de Humanização do Ministério da Saúde. Atuando sempre em duplas, os palhaços disponibilizam suas habilidades como recurso para criar com a criança um espaço lúdico no qual o vínculo e a cumplicidade estabelecem o jogo cênico. Entre médicos, enfermeiros, contadores de história, auxiliares, pessoal da limpeza, crianças e recreadores o palhaço busca ampliar percepções, alterar atitudes e promover um novo olhar sobre as relações de cuidado no ambiente hospitalar.

Desde 2011, o grupo ministra um curso de extensão da Faculdade de Medicina da UERJ, onde futuros profissionais da saúde aprendem sobre a relação benéfica entre crianças e adultos desenvolvida pelo Roda Gigante. Em boa parte das atividades, os estudantes se colocam no lugar do paciente, andando de cadeira de rodas, vendados e com aventais pelos corredores do hospital. Também fazem um curso de formação para tutores do residente de medicina dos hospitais brasileiros, idealizado pela Associação Brasileira de Educação Médica (ABEM). Este ano, já aconteceram mais de 900 visitas e 52 espetáculos dentro dos hospitais.

O Roda Gigante ainda realiza oficinas fora dos hospitais, em comunidades carentes ou em parceria com Ongs. Na oficina ´Doutores Palhaços´, os profissionais da saúde são estimulados a exercitarem a capacidade de olhar, ouvir e estabelecer contato com o outro através de brincadeiras de palhaço. Já ´Roda de Palhaços´ é uma oficina que busca interromper as atividades cotidianas de jovens de comunidadade para despertar neles o particular, autentico, genuíno em cada um dentro da linguagem do palhaço. Na oficina de música, o integrante do Roda Gigante, Guilherme Miranda, ensina percepção musical. Ao todo, foram 24 oficinas em espaços culturais, alcançando aproximadamente 50.000 pessoas.

Espetáculo musical

Levando a experiência das enfermarias para as ruas, o Grupo Roda Gigante não se restringe ao ambiente hospitalar e ocupa a cidade do Rio de Janeiro com a realização de espetáculos e oficinas de palhaçaria. Assim, surgem novos espaços que permitem ampliar a diversidade dos encontros entre os palhaços do grupo e o público. Um exemplo é o espetáculo ‘O Sentido da Vida’, que está em cartaz no Teatro do Jockey, até 16 de dezembro, nas sextas e sábados, as 16h30, para mostrar os frutos da pesquisa desenvolvida pelo grupo nos palcos.

O projeto é inspirado no filme ‘The Meaning of Life’, do grupo inglês Monty Python, de mesmo nome, e, na verdade, não apresenta a resposta para o que é o sentido da vida. O que o Roda Gigante faz é apresentar oito palhaços que cantam, tocam e representam suas versões para as canções de compositores populares e de artistas conhecidos, tais como ‘Mitocôndria’, do Casseta & Planeta; ‘Dor de Catuvelo’, de Adoniran Barbosa, ‘Doutores do Rio’, paródia de ‘Menino do Rio’, de Caetano Veloso, e ainda versões para músicas do Monty Phyton e Frank Zappa. Tudo é executado ao vivo, com arranjos e coreografias que revelam o humor característico dos palhaços.

O grupo realizou diversas apresentações do musical ‘O Sentido da Vida’ em comunidades como Complexo da Maré e Vigário Geral, em casas de espetáculos como Circo Voador, Teatro Rival, Teatro Sesc Ginástico, Teatro Nelson Rodrigues e em hospitais parceiros, que recebem semanalmente a visita dos palhaços. Com direção de Flávia Reis e direção musical de Guilherme Miranda, os palhaços-músicos Florência Santangelo, Julia Schaeffer, Marcos Camelo, Kadu Garcia, Eber Inácio, Diogo Cardoso, Guilherme Miranda e Cristiana Brasil se revezam nos vocais e instrumentos.

Além da temporada do musical ‘O Sentido da Vida’, os quatro anos de atuação do grupo serão celebrados com a exposição ‘Olha o Passarinho’, no foyer do Teatro do Jockey. São 25 fotografias de Ratão Diniz e Fábio Café, fotógrafos do projeto ‘Imagens no Povo’, realizado na Maré, que já estão sendo expostas no Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira - IPPMG/UFRJ, Hospital Federal de Bonsucesso, Hospital Universitário Pedro Ernesto/UERJ, Hospital Federal dos Servidores do Estado e Hospital Municipal Salgado Filho.

INFORMAÇÕES
Data: 27 de outubro a 16 de dezembro de 2012
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)
Classificação etária: Livre
Duração: 60 minutos.
Centro de Referência Cultura Infância - Teatro Municipal do Jockey
Rua Mário Ribeiro, 410 - entrada de automóveis.
Rua Bartolomeu Mitre, 1110 - Gávea - entrada de pedestres.
Telefone: (21) 3114-1286. Capacidade: 120 pessoas