Dicas de Viagem

DICAS DE VAIGEM

Cruzeiro pela Ilhas Britânicas - Inglaterra

parque no centro de Dublin

Foto: Myrthes Lima

parque no centro de Dublin

Por Myrthes Lima
site
www.myrtheslima.com

3º porto –Dublin (na República da Irlanda)

21/08/2008 – 5ª feira

Do guia diário do Princess:
Dublin passou por um período de renascimento na década passada. Hoje, esta cidade graciosa e cosmopolita, situada às margens do Rio Liffey, é um dos principais destinos da Europa.

Intima e amigável, compacta, descontraída, fácil de se explorar a pé, Dublin é uma cidade cheia de surpresas. Pode até parecer uma cidadezinha com alguns belos exemplos de arquitetura ali deixados como lembrança. Mas não se engane: Dublin foi palco de tantos acontecimentos notáveis na literatura, música, religião e drama que se classifica como uma das superpotências da civilização.

Como me conheço há longo tempo e sei o quanto posso ser desagradável quando não permaneço o tempo que considero suficiente em um determinado lugar, tinha certeza de que um dia, o do cruzeiro, não ia dar para explorar Dublin. Estava certíssima. Teria ficado tão frustrada como fiquei quando deixei Praga, uma cidade riquíssima em arquitetura e arte, depois de apenas um dia e meio de permanência. Até hoje lamento...

Por isso, quando planejei essa viagem, inclui uma volta a Dublin no final do cruzeiro, com cinco dias de permanência. Aleluia!

Esse dia do cruzeiro, então, seria apenas para um reconhecimento. Sendo assim, não precisamos de uma excursão. Na verdade, a do dia anterior não chegou a ser nenhum sucesso.

A bordo, ficamos sabendo que haveria um serviço de ônibus do píer para o centro da cidade. Aliás, nossa agente de turismo já nos havia alertado sobre esse serviço, que em muitos portos e com muito mais economia, pode substituir uma excursão. Nota dez. Por cinco dólares por pessoa nos levou a uma praça bem central. Daí foi só preparar as pernas, adquirir um mapa e mandar brasa.

A cidade nos atraiu de imediato. Muito movimentada, é verdade, mas caminha-se normalmente, as pessoas não parecem afobadas, não se sente pressão. Fomos dar uma olhada no hotel que tínhamos reservado e nos agradou. Tanto o aspecto exterior como a localização, em frente à Christ Church, uma das igrejas mais importantes e mais belas.

Dublin - Christ Church
Dublin - Christ Church

Em seguida, fomos procurar informação sobre shows de dança irlandesa e vimos o anúncio de um do Riverdance, um dos grupos mais famosos. Dei pulinhos. Procuramos e achamos o teatro. Estava aberto e ainda havia entradas para vender. Porém minha alegria durou pouco. O último espetáculo era na noite da nossa chegada, mas num horário que não dava para chegar a tempo. Que pena!

Fizemos uma refeição leve num café e estava bem gostosa. Tomamos nota. Depois passeamos num Shopping Center, cheio de gente e de lojas chiques. Tomamos nota. Atravessamos a rua e eis-nos num parque verde, cheio de canteiros floridos, maravilhoso. Foi nosso primeiro contato com os muitos e belos parques de Dublin.

Hora de voltar para o navio, satisfeitos com o que já tínhamos visto e certos de que uma ótima estada nos aguardava na volta.

Leia mais - Liverpool

site www.myrtheslima.com