DICA DE TEATRO - RIO DE JANEIRO

JT - Um conto de fadas punk

Foto: Christian Gaul

Por Marcos Reichardt Cardoso

Centro Cultural Banco do Brasil

JT - Um conto de fadas punk

Temporada: de 16 de março a 27 de maio de 2012

Depois de sua estreia nacional em Brasília, chega ao Rio de Janeiro, no dia 16 de março, no Centro Cultural Banco do Brasil, o espetáculo JT – Um conto de fadas punk, de Luciana Pessanha, direção de Susana Ribeiro e direção geral de Paulo José. O espetáculo traz ao público a história ‘verídica’ de JT Leroy, um jovem escritor consagrado como um grande fenômeno da literatura mundial, admirado por personalidades como Madonna, Bono Vox, Winona Rider, que nunca existiu.

A peça, que traz no elenco Débora Duboc, Natália Lage, Nina Morena, Hossen Minussi e Roberto Souza, discute o que os sociólogos estão chamando de “geração da imagem” ou “geração midiática”, que tem fabricado muitas celebridades “relâmpago”. JT – Um conto de fadas punk é uma história inédita no Brasil, sobre a autobiografia de um personagem inventado. Um modo de criar que mistura literatura e performance. E agora se desdobra no teatro, onde o que se propõe é um espetáculo que traga na sua forma e na linguagem, as próprias questões que pretende discutir.

Sobre a peça

Laura Albert, uma cantora punk mal sucedida que paga as contas fazendo disque-sexo há 10 anos, resolve escrever um livro, “Maldito Coração” (2001), e cria o personagem Jeremiah Terminator Leroy, ‘JT LeRoy’, um adolescente de 16 anos, louro, de olhos azuis, gay, travesti, drogado e com problemas mentais. LeRoy teria supostamente nascido em 31 de outubro de 1980, na Virginia, e sofridos vários abusos durante a infância e adolescência. Como o livro é ‘autobiográfico’, surge a necessidade de materializar o personagem, e ela convida sua cunhada, Savanah Knoop, para ser o JT. Juntas, elas enganam editoras, produtores de cinema, estrelas de Hollywood, rock stars, ganham o mundo e acabam processadas pelo que foi, até agora, a maior travessura literária do século 21.

Na época, Laura era casada com Geoffrey Knoop (Jeff), que também era seu sócio. Depois que os dois se separaram, em outubro de 2005, Jeff revela para o jornal New York Times que J.T. LeRoy era uma farsa, criada pela frustrada escritora com o objetivo de alcançar o sucesso. Em Janeiro de 2006 o jornal The New York Times revelou que a pessoa que se apresentava como sendo Leroy é na verdade uma atriz e modelo e se chama Savannah Knoop, meia-irmã de Jeff.

Autor: Luciana Pessanha | Direção: Susana Ribeiro | Direção Geral: Paulo José | Elenco: Débora Duboc, Natália Lage, Nina Morena, Hossen Minussi e Roberto Souza.

INFORMAÇÕES
Datas: 16 de março a 27 de maio de 2012
Horários: quarta a domingo, às 19h
Preço: R$ 6,00
Classificação etária: 16 anos
Duração: 90 minutos

LOCAL - Centro Cultural Banco do Brasil – Teatro I
(175 lugares - sendo 3 cadeirantes).
Rua Primeiro de Março, 66 – Centro. Tel.: (21) 3808-2020
Bilheteria: Terça a domingo, das 10h às 21h
http://ensaiojt.blogspot.com