PUBLICIDADE

Teatro Rio

TEATRO - RIO DE JANEIRO

MULHERES ALTERADAS

Mulheres Alteradas - Com Adriane Galisteu, Luiza Tomé, Mel Lisboa

Foto: Rodrigo Hamam

Teatro Clara Nunes - Shopping da Gávea

Por Bruna Amorim - Daniella Cavalcanti Assessoria de Imprensa

Mulheres Alteradas
Com Adriane Galisteu, Luiza Tomé, Mel Lisboa e Daniel Del Sarto

24 de março a 05 de junho de 2011 no Teatro Clara Nunes

Após grande sucesso de público e crítica em São Paulo, com mais de 50 mil espectadores, estreia dia 24 de março, no Rio de Janeiro, no Teatro Clara Nunes, o espetáculo “Mulheres Alteradas”, de Maitena, com dramaturgia de Andrea Maltarolli e direção de Eduardo Figueiredo. No elenco, as atrizes Luiza Tomé, que volta ao teatro após 12 anos, Mel Lisboa e Adriane Galisteu, que interpretam três amigas para lá de cativantes e engraçadas. Daniel Del Sarto completa o elenco, interpretando vários personagens masculinos.

Porém, na adaptação brasileira, elas ganham nomes e personalidades: Lisa (Adriana Galisteu) é separada do marido, mãe de um único filho, inteligente, com preocupações fúteis, porém, em crise por conta de um nódulo que apareceu em um dos seios; Alice (Mel Lisboa) é uma mulher solteira, vive no “mundo da lua”, mas não desiste de encontrar o seu grande amor; já Norma (Luiza Tomé) é uma executiva pragmática, casada, com dois filhos e, agora, se depara com a terceira gravidez. Daniel Del Sarto incorpora vários personagens masculinos, sem nomes definidos e repletos de personalidades, os quais prometem criar uma identificação imediata com os homens presentes na plateia.

O texto de Andrea Maltarolli - novelista da TV Globo, que faleceu em 2009, após o grande sucesso de sua trama “Beleza Pura”-, com colaboração de Bernardo Jablonski, é uma adaptação inédita dos cinco volumes da série “Mulheres Alteradas”, de autoria da chargista e cartunista argentina Maitena.

O Brasil é o primeiro país a exibir uma adaptação da obra de “Mulheres Alteradas” para o teatro, direitos cedidos à produtora ‘manhas & manias de eventos’, que tem como produtor e sócio, o ator Maurício Machado, em cartaz com o espetáculo “Solidão, a comédia”, de Vicente Pereira.

Maitena negou a venda dos direitos de sua obra ao cineasta Pedro Almodóvar. A autora também não concedeu os direitos a produtores de cinema do México e dos EUA. Os palcos da Argentina, Espanha e México também não foram contemplados.

Respeitando as ideias de Maitena na abordagem de temas tão caros ao mundo feminino – como o corpo, moda, homens, amores, família, filhos, trabalho, o passar do tempo e a falta dele – essa versão cênica, 100% aprovada pela autora, é fiel ao retratar o seu talento e o humor ao compartilhar desse fascinante e misterioso universo rosa-choque.

A peça mapeia o discurso sobre a feminilidade presente no mundo contemporâneo dessas mulheres, assoladas por cobranças e demandas desgastantes e, às vezes, quase impossíveis de atender simultaneamente: trabalhar o dia todo, dentro de casa idem (e de forma exemplar!), serem mães maravilhosas, amantes insuperáveis e manter as boas formas física e estética. Isso, sem contar com a necessidade de ostentar uma vida emocional serena, equilibrada, a toda prova.

“Elas representam as figuras femininas, que em geral não possuem nomes, da quadrinista argentina Maitena. Essas personagens espelham características de uma mulher universal, cujos assuntos preferidos são: corpo, moda, homens, amores, família, filhos e trabalho”, resume Eduardo Figueiredo.

Autora: Maitena | Dramaturgia: Andrea Maltarolli | Direção: Eduardo Figueiredo
Elenco: Luiza Tomé, Mel Lisboa, Adriane Galisteu e Daniel Del Sarto

Serviço:
Local: Teatro Clara Nunes (Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52/3º piso – Gávea)
Horário: Quinta a Sábado às 21h30/ Domingo às 20h
Ingresso: R$70,00 (quinta e domingo) e R$80,00 (sexta e sábado)
Informações: (21) 2274-9696
Reservas e grupos: (11) 38855056
Duração: 80 minutos
Capacidade: 527 lugares
Classificação Indicativa: 12 anos
Temporada: 24 de março a 05 de junho
Gênero: comédia