MÚSICA INSTRUMENTAL BRASILEIRA

Música no Jardim Botânico - Zé Menezes (foto)

05 de novembro - Zé Menezes Quarteto

Divulgação

Roteiro de shows - Rio de Janeiro

Por Assessoria de Imprensa: JB Comunicação e Marketing

3ª Edição do Projeto “Música no Jardim Botânico”

Apresentando artistas renomados da música instrumental brasileira

05, 12, 19 e 26 de novembro de 2011 - Entrada franca

Dia 05 de novembro começa a terceira edição do projeto “Música no Jardim Botânico”, que tem como objetivo oferecer ao grande público, gratuitamente, uma programação cultural ao ar livre, apresentando uma série de shows com artistas renomados da música instrumental brasileira. O show de abertura do projeto será do multiinstrumentista Zé Menezes, abrindo a turnê em comemoração aos seus 90 anos de idade e 80 anos de carreira, tendo como convidado o músico Marcos Nimrichter. Em seguida apresentações da saxofonista Daniela Spielmann, com o convidado Ricardo Silveira (12/11); o Duo Henrique Cazes e Marcello Gonçalves, convidando Marcelo Caldi (19/11) e Zé Carlos Bigorna Quarteto que convida Romero Lubambo (26/11).

Essa feliz parceria entre o projeto e o Jardim Botânico vem proporcionar mais uma opção cultural e artística em um dos locais mais bonitos e aprazíveis da cidade, importante cenário turístico do Rio de Janeiro, e colabora para a mudança de atitude e de comportamento frente às questões ecológicas, oferecendo ao cidadão carioca e ao turista uma bela opção de lazer com conteúdo cultural.

Música no Jardim Botânico é uma realização da Artbraz Produções e conta com o patrocínio da Oi Futuro, da Secretaria de Estado de Cultura, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro e do apoio do Jardim Botânico.

Os shows acontecerão aos sábados do mês de novembro, sempre às 17h, com entrega de senhas a partir das 16h30.

Programação:

05 de novembro - Zé Menezes Quarteto

Convidado: Marcos Nimrichter (Piano / Acordeom)

Hoje, aos 90 anos, José Menezes de França, conhecido como Zé Menezes, nascido em 06 de setembro de 1921, na cidade de Jardim (CE), é aclamado no meio musical como um dos mais importantes instrumentistas da música brasileira, que sempre nos surpreende tocando violão tenor, bandolim, guitarra, violão, cavaquinho, banjo e viola de 10 cordas. Com este show, Zé Menezes inicia as comemorações de seus 90 anos de idade e 80 anos de carreira, com diversas apresentações no Brasil e no exterior durante todo o biênio 2011 / 2012, dando continuidade ao lançamento de sua série de CDs e Box intitulada “Zé Menezes - Autoral”. Assim é Zé Menezes, uma vida inteira dedicada à Música, este é o seu legado, um autodidata que se tornou referência na Música Brasileira como maestro, compositor, arranjador, multiinstrumentista e destacado pelos críticos como “o virtuose das cordas”. Não podemos falar do bem humorado Zé Menezes sem deixar de mencionar uma das suas frases emblemáticas: “... sou bonito, sou rico, moro perto, toco muito bem, tenho telefone... só tenho um grande defeito... sou muito modesto!“

Músicos/Banda:
Zé Menezes - Violão Tenor, Bandolim e Guitarra.
Daniela Spielmann - Sax e Flauta
Marcello Gonçalves - Violão de 7 cordas
Beto Cazes - Percussão
Convidado: Marcos Nimrichter - Teclado e Acordeom

Marcos Nimrichter é pianista, acordeonista, compositor, arranjador, produtor musical e professor. Em 28 anos de carreira vem participando de shows, CDs e DVDs com artistas do primeiro escalão, dos quais podemos citar Chico Buarque, Milton Nascimento, Caetano Veloso, Dori Caymmi, Ivan Lins; Hermeto Pascoal, Leila Pinheiro, Ana Carolina, Wynton Marsalis, Al Jarreau e Stanley Jordan. Desde 2009 é o apresentador, produtor e diretor musical do programa de televisão “Estúdio 66”, do Canal Brasil, aonde recebe grandes artistas.

12 de novembro - Daniela Spielmann Quarteto

Convidado: Ricardo Silveira (Guitarra / Violão)

12 de novembro - Daniela Spielmann Quarteto

Daniela Spielmann. Considerada uma das poucas saxofonistas brasileiras em atividade, Daniela Spielmann é nome obrigatório entre os craques do saxofone e seu grande trunfo é sua força interpretativa. Em 2001, lançou seu primeiro CD solo – “Brasilian Breath”, que mostra seu lado de compositora e arranjadora. Esse trabalho foi indicado ao Grammy Latino em 2002. Faz parte da banda "Altas Horas" do programa homônimo, comandado pelo apresentador Serginho Groisman, desde o ano 2000, na TV Globo. Em 1998 lançou seu primeiro CD com o grupo Rabo de Lagartixa, indicado como melhor CD instrumental do ano pelo jornal O Globo. Realizou em 2005 turnês internacionais: pela Europa com o grupo Trio Madeira Brasil para lançar o filme Brasileirinho, em que participa ao lado de mestres como Paulo Moura, Zé da Velha e Silvério Pontes; pela América do Sul com o grupo Rabo de Lagartixa; e como convidada do grupo Brasil Mestiço para comemorar o Ano do Brasil na França. Em 2008 realizou turnês em Israel, Colômbia e Paraguai, com seu grupo Rabo de Lagartixa. Em 2007 lançou o CD “Brasileirinhas” junto a pianista Sheila Zagury. Em 2008 lançou o CD “Farra dos Brinquedos” pelo selo SESC instrumental. Em 2009 lançou o CD “O papagaio do Moleque”, obras de Villa-Lobos, com seu grupo Rabo de Lagartixa. Este CD foi indicado ao Prêmio da Música 2010, como melhor grupo de música instrumental.

Músicos/Banda:
Daniela Spielmann - Sax e Flauta
Domingos Teixeira - Violão
Rodrigo Villa - Contrabaixo acústico
Xande Figueiredo - Bateria e Percussão
Convidado: Ricardo Silveira (Guitarra / Violão)

Ricardo Silveira é um músico brasileiro com carreira internacional. Realizou turnês com Elis Regina, Hermeto Paschoal, Maria Bethânia, Gilberto Gil, Milton Nascimento, Nana Caymmi e Ney Matogrosso para quem também fez arranjos e direção musical. Nos Estados Unidos, tocou com nomes como Sérgio Mendes, Dave Grusin, Dori Caymmy, Diana Ross, John Pisano, Ronnie Foster, Paty Austin, David Sanborn, Earnie Watts, entre outros. De 2006 a 2009 foi apresentador do“Estúdio 66” no Canal Brasil, programa em que recebeu artistas, como: Egberto Gismonti, João Donato, Zé Menezes, Paulo Moura, João Bosco e Guinga. Hoje, passados 26 anos do lançamento de “Bom de Tocar”, Ricardo Silveira lança seu mais novo CD “Até amanhã”. Álbum em que Ricardo reúne suas mais conhecidas composições, agora com novos arranjos assinados pelo próprio Ricardo, por Vittor Santos, Jessé Sadoc e Marcelo Martins.

Repertório do show:
Daniela Spielmann apresentará neste show um repertório que reúne, além de suas composições e arranjos, autores como: Chico Buarque, Sivuca, Dori Caymmi, Tom Jobim, Paulo Moura, Domingos Teixeira, Célia Vaz e de seu convidado Ricardo Silveira, entre outros.

19 de novembro - Duo Henrique Cazes e Marcello Gonçalves

Convidado: Marcelo Caldi (Piano / Acordeom)

19 de novembro - Duo Henrique Cazes e Marcello Gonçalves

Duo Henrique Cazes. Com quinze anos de afinada parceria, o duo Henrique Cazes & Marcello Gonçalves iniciou sua trajetória mergulhando na obra de Pixinguinha. O espetáculo “Pixinguinha de Bolso” estreou no centenário do compositor em 1997 e três anos depois saiu em disco, lançado com plenos elogios da crítica no Brasil, Japão e França. Cazes & Gonçalves participaram de festivais como o Kuhmo Chamber Music Festival, na Finlândia, e o Festival Internacional de Agosto na Venezuela, dentre outros.

Seguiram-se vários projetos como os 4 CDs da série “Beatles n’Choro” e mais “Uma história do Choro” e “Tudo é Choro”, onde o cavaquinho de Henrique e o violão de Marcello foram a espinha dorsal.

Em fins de 2007 o duo lançou seu segundo disco “Vamos acabar com o baile” inteiramente dedicado a obra de Aníbal Augusto Sardinha, o Garoto, gênio das cordas e modernizador da música brasileira.

Músicos/Banda:
Henrique Cazes - cavaquinho e violão tenor
Marcello Gonçalves - violão de 7cordas
Convidado: Marcelo Caldi (Piano / Acordeom)

Pianista de formação clássica, aliou a técnica apurada à aprendizagem autodidata do acordeão, o que o livrou dos “academicismos”, como ele mesmo diz, e abriu portas para um manancial até então desconhecido. Nomes como Luiz Gonzaga, Sivuca e Dominguinhos passaram a figurar em seu repertório, ao lado de Bach, Liszt e Villa-Lobos. “Minha obra é resultado desse ‘cozido’ musical delicioso do qual faço parte”, explica Marcelo. Marcelo Caldi participou de shows e gravações ao lado dos maiores nomes da música brasileira, como Chico Buarque, Zeca Pagodinho, Geraldo Azevedo, Mart’nália, Zélia Duncan, Yamandu Costa, Léo Gandelman, entre outros. Repertório do show:
Neste show o Duo Henrique Cazes e Marcello Gonçalves apresentam composições de Pixinguinha, Garoto, Radamés Gnatalli, Luiz Gonzaga, Zé Menezes, do próprio Henrique Cazes e de seu convidado Marcelo Caldi.

26 de novembro - Zé Carlos Bigorna Quarteto

Convidado: Romero Lubambo (Guitarra / Violão)

26 de novembro - Zé Carlos Bigorna Quarteto

Conhecido como Zé Carlos Bigorna, batizado como José Carlos Ramos, nasceu em Porangaba e, aos nove anos, começa a estudar flauta e, logo depois, o saxofone com Mestre Pingo. Aos quinze, flauta transversa com o Mestre João Dias Carrasqueira, no Conservatório de Tatuí. Em 1971, veio para o Rio de Janeiro, a convite de José Roberto Bertrami do grupo Azymuth, com quem tem várias composições. Ganha uma bolsa de estudos na OSB, onde estuda flauta com Norton Morowitz. Aprofunda seus estudos musicais com Odete Ernest Dias e o saxofone com Paulo Moura. Tocou com Hermeto Pascoal durante quatro anos, fazendo temporadas também com Azymuth, Antonio Adolfo, João Donato, Marcio Montarroyos, Dori e Nana Caymmi. Tocou oito anos com o grupo Barão Vermelho e, durante os últimos dois anos, fez parte da banda de Zeca Pagodinho. Inaugurou o Free Jazz no Hotel Nacional com Moacir Santos e Sergio Dias (Mutantes) e participou de outras edições do mesmo evento com Robertinho Silva, João Donato, Antonio Adolfo e Luizão Maia. Com sua banda “Gente Fina e Outras Coisas” lançou o CD “Samba e Amor”, em 2006, com repertório variado.

Músicos/Banda:
Zé Carlos Bigorna - Sax e Flauta
Fernando Moraes - Teclados
Rômulo Duarte - Baixo acústico
Erivelton Silva - Bateria
Convidado: Romero Lubambo (Guitarra / Violão)

Romero Lubambo nasceu no Rio de Janeiro e estudou piano clássico e teoria musical desde muito novo. Mas, quando aos treze anos aprendeu a tocar violão, passou a se dedicar inteiramente a esse instrumento e largou o piano e graduou-se em guitarra clássica na Escola de Música Villa-Lobos. Em 1985 foi morar em New York, onde trabalhou com Astrud Gilberto durante quatro anos. Lubambo passou a trabalhar e gravar com artistas de renome como Diane Reeves, Michael Brecker, Al Jarreau, Kathleen Battle, Harry Belafonte, Grover Washington Jr., Leny Andrade e Cesar Camargo Mariano. Atualmente Lubambo faz parte do grupo de jazz brasileiro “Trio da Paz”, no qual também participa o baixista Nilson Matta e o baterista Duduka da Fonseca. Repertório do show:
Zé Carlos Bigorna apresentará neste show um repertório bastante eclético, incluindo Tom Jobim, Miles Davis, Zé Menezes, Luizão Maia, além de composições próprias e de seu convidado Romero Lubambo.

Serviço 3ª Edição do Projeto Música no Jardim Botânico
Datas: 05, 12, 19 e 26 de novembro de 2011
Horário: sábados, às 17h, ingresso gratuito - Senhas a partir das 16h30.
Local: Jardim Botânico do Rio de Janeiro - Rua Jardim Botânico, 1008 (em frente ao Centro de Visitantes). Classificação: livre. www.musicanojardimbotanico.com.br
Produção: ABZ Produções – (21) 2526-4477