MÚSICA POPULAR BRASILEIRA

Mônica Salmaso

MÔNICA SALMASO

Foto: divulgação

Por Sheila Gomes / Armazém Comunicação

Discografia de Mônica Salmaso na Biscoito Fino

Em 1995, gravou o Cd AFRO-SAMBAS, um duo de voz e violão arranjado e produzido pelo violonista Paulo Bellinati, contendo todos os afro-sambas compostos por Baden Powell e Vinícius de Moraes.

Foi indicada para o Prêmio Sharp – 1997 como Revelação na categoria MPB.

Lançou, em 1998, seu segundo Cd TRAMPOLIM pelo selo Pau Brasil, com a produção de Rodolfo Stroeter e as participações de Naná Vasconcelos, Toninho Ferragutti e Paulo Bellinati, entre outros, agora re-lançado pela Biscoito Fino.

Foi vencedora do Segundo Prêmio Visa MPB – Edição Vocal, pelo juri e aclamação popular em 1999. Gravou, pela Eldorado no mesmo ano, seu terceiro Cd VOADEIRA também produzido por Rodolfo Stroeter. Participam do disco, entre outros, Marcos Suzano, Benjamim Taubkin, Toninho Ferragutti, Paulo Bellinati e Nailor “Proveta” Azevedo.

Foi ganhadora do prestigioso Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA) de 1999, e o cd VOADEIRA recebeu os mais rasgados elogios, sendo considerado pela crítica como um dos dez melhores lançamentos do ano.

Foi a convidada especial de uma das noites do Heineken Concerts em 2000. Participou da trilha OCORPO composta por Arnaldo Antunes para o Grupo Corpo em 2000. Na edição do dia 4 de fevereiro de 2002 do “The New York Times”, o crítico Jon Pareles coloca Mônica Salmaso como um dos principais nomes surgidos recentemente na música popular brasileira. Os Cds TRAMPOLIM e VOADEIRA foram lançados em países da Europa, no Japão, nos Estados Unidos, Canadá e México. Tendo assinado um contrato de 3 discos com a gravadora Biscoito Fino, lançou seu quarto cd IAIÁ em 2004.

Participou com destaque cantando no filme "Vinícius" sobre a vida e obra de Vinícius de Moraes, dirigido por Miguel Faria Jr. Participou do cd mais recente de Chico Buarque "Carioca" cantando a música "Imagina" de Chico Buarque e Tom Jobim.

Lança agora seu quinto cd - segundo pela gravadora Biscoito Fino -, NOITES DE GALA, SAMBA NA RUA, sobre a obra de Chico Buarque, com participação especial do grupo Pau Brasil.



DVD Noites de Gala,
Samba na Rua

Mônica Salmaso lança pela Biscoito Fino, o DVD Noites de Gala, Samba na Rua, só com músicas de Chico Buarque. Gravado em março de 2008 no teatro Fecap em São Paulo, o show que já passou pelas cidades de Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Belo Horizonte, Brasília, Goiânia, Salvador, Aracaju, Recife, Fortaleza, São Luis, Belém, Manaus, São Paulo e Rio, é lançado em DVD pela gravadora Biscoito Fino.

Ao lado do quinteto Pau Brasil, formado por Nelson Ayres (piano), Paulo Bellinati (violão e cavaquinho), Teco Cardoso (sax e flautas), Ricardo Mosca (bateria) e Rodolfo Stroeter (baixo), Mônica Salmaso contempla diversas fases do autor, além de duas músicas que não constam no cd, a instrumental ''Pulo do Gato'' de Paulo Bellinati e a divertida ''Moda do Pau Brasil'' de Rodolfo Stroeter, onde se faz a apresentação dos músicos.

Do Chico inicial, tratado como herdeiro de Noel Rosa na prolífica década de 60, Mônica selecionou quatro faixas. Os sambas ''Quem te viu, quem te vê'' (de cujos versos foi retirado o título do álbum) e ''Logo eu''; o clássico ''Morena dos olhos d´água'' e o raro e irresistível maxixe ''Bom tempo''.

Da década de 70, período em que as canções de Chico Buarque tornaram-se emblemas contra a ditadura estão ''Construção''(aqui flertando com a música contemporânea), ''Partido Alto'', ''Basta um dia'' (da peça ''Gota D´água'') e ''Olha Maria'', parceria de Chico com Tom e Vinicius. Nos anos 80, quando Chico incorporou definitivamente a condição de unanimidade nacional, entram ''A volta do malandro'' (feita para o filme ''A Ópera do Malandro'', de Ruy Guerra); ''Beatriz'' e ''Ciranda da bailarina'' (parcerias com Edu Lobo para ''O Grande Circo Místico''); ''O velho Francisco'' e ''Suburbano coração''. ''Você, você'' (parceria com Guinga) é a faixa da sofisticada maturidade de Chico, a partir dos anos 90, selecionada para este álbum.

A química entre a voz precisa de Mônica, a sonoridade jazzística do Pau Brasil e as canções de Chico Buarque, perpassa quatro décadas de criação do maior compositor brasileiro. Compositor cultuado por Mônica desde o início de sua carreira, Chico Buarque convidou a cantora para participar de seu mais recente CD, ''Carioca'', com quem dividiu os vocais em ''Imagina''.

Mesmo tendo ligação forte com o Pau Brasil, é a primeira vez que Mônica canta acompanhada por todos eles. Ela conta: ''Com Paulo Bellinati, gravei meu primeiro CD, Afro-Sambas. Rodolfo Stroeter é o produtor dos meus discos desde Trampolim, de 1998, relançado pela Biscoito Fino em 2006. O Teco Cardoso, com quem hoje eu sou casada, trabalha comigo desde 1998 em discos e projetos, como a Orquestra Popular de Câmara. Ricardo Mosca eu conheço desde 1990, quando comecei a cantar. E com o Nelson Ayres trabalhei pela primeira vez em 1993, quando ele me convidou para participar de uma edição de O Grande Circo Místico'' , explica. O DVD é dirigido por Mario de Aratanha, diretor que tem quase 40 anos de vida musical e que trouxe para o DVD seu olho apaixonado por música e cinema. O resultado é, segundo a cantora, ''um DVD de música! Onde a imagem, a luz e a edição colaboram para a escuta. O que a gente queria era um DVD onde a nossa intimidade musical fosse mostrada respeitando sempre a delicadeza da música. Isso acontece no DVD!''.

INFORMAÇÕES
Data: 02 e 03 de março de 2012
Horário: sexta e sábado, às 19h30
Preço: R$ 55,00 (Inteira) R$ 40,00 (os 100 primeiros pagantes) R$ 27,50(meia)

ONDE
Teatro Rival Petrobras - Rua: Álvaro Alvim, 33/37 – Cinelândia. Tel.: 2524-1666.
Classificação estaria: 16 anos  www.rivalpetrobras.com.br