300x250 Natal
 300x250 Natal
 160x600 Natal

SHOW - MÚSICA POPULAR BRASILEIRA

Nina Becker

Nina Becker

Foto: divulgação

Nina Becker
Participação especial China e Moreno Veloso

07 e 08 de abril de 2012

A cantora Nina Becker volta a se apresentar em São Paulo nos dias 07 e 08 de abril, no SESC Pompeia. O show OH Nina! da cantora Nina Becker, é fruto de uma delicada pesquisa sobre a obra de Lamartine Babo, resgatando grandes clássicos do compositor, como Joujoux Balangandãs, Rancho Fundo e Infelizmente, além de outras menos conhecidas, selecionadas por afinidade artística, como Dia de Jejum, a hilária Canção Para Inglês Ver e a charmosa OH Nina! A artista foi buscar para esse projeto referências tão caras a ela e à sua geração, como o tropicalismo, o teatro de revista, as vedetes, o futebol, o carnaval e a cidade de Rio de Janeiro, cidade natal de ambos, se apropriando da personalidade irônica de Lamartine. Com arranjos modernos, o show tem a participação dos cantores China e Moreno Veloso, além de contar com Pedro Sá (guitarra), Bartolo (guitarra), Eduardo Manso (baixo) e Thomas Harres (bateria e percussões). Teatro.

INFORMAÇÕES 
Datas: 07 e 08 de abril de 2012
Horários: Sábado, às 21h; domingo, às 19h.
Preços: R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (meia); R$ 5,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes)
Classificação etária: 10 anos

LOCAL - SESC Pompéia (472 lugares)
Rua Clélia, 93, Pompéia. Telefone. 11 3871-7700.
www.sescsp.org.br

Mais sobre a cantora

A voz doce de Nina Becker ficou conhecida com a banda carioca Orquestra Imperial, onde começou a cantar enquanto ainda trabalhava como diretora de arte de filmes. Antes mesmo de lançar seu primeiro disco, foi premiada pela ‘APCA’, em 2009, como melhor cantora e citada pela revista Bravo!, como uma das artistas mais influentes de sua geração. Em outubro de 2010 lançou em São Paulo seus dois discos, Azul e Vermelho, e desde então prossegue apresentando em várias cidades do Brasil o show em que mostra o que há em comum entre os dois.

Produzidos em parceria com Carlos Eduardo Miranda e Mauricio Tagliari, quando Nina começou as sessões, não imaginava que no final do processo de criação teria dois discos. Chegou aos estúdios da YB Music, em São Paulo, para gravar quatro faixas para o seu perfil no MySpace entre uma viagem e outra. Aos poucos foi conhecendo melhor o pessoal da YB e, quando viram, em um ano tinham feito muito mais do que algumas faixas. E o melhor, algo com a sua cara, com a sua carioquice, com suas influências.

O disco Azul foi gravado ao longo de um ano, com poucos elementos, valorizando o jeito suave de cantar e arranjos delicados. O disco já mostra o lado autoral da cantora com faixas como ´Pedido´, de sua autoria, ‘Ela Adora’, em parceria com Marcelo Callado e Ricardo Dias Gomes, e ´Janela´, parceria com Domenico Lancelotti, que conta com arranjo de sopros de seu padrasto, o maestro Roberto Gnattali; ao lado de canções como ‘Lá e cá’ de Moreno Veloso e ‘Não tema’ de Renato Martins

Vermelho é diferente, mais quente, com mais ruídos, improviso e intensidade. Foi gravado ao vivo com sua banda, os integrantes do grupo Do Amor, Gabriel Bubu, Gustavo Benjão, Marcelo Callado e Ricardo Dias Gomes, em quatro dias. Nesse disco, a emoção do momento foi mais importante do que a preocupação com a execução perfeita. Um exemplo disso é o samba ‘De um amor em paz’ de Domenico Lancelotti e Délcio Carvalho que ganhou outros contornos com arranjo baseado na improvisação e nas construções mais experimentais, e ‘Tropical Poliéster’, primeira música dela em parceria com a banda, com claras influências dos anos 60/70, mostrando bem toda esta concepção em que se vê uma valorização de partes inteiras instrumentais.

Nina Becker assina nove das vinte faixas que compõem os dois discos. E interpreta canções de artistas de sua geração, nomes tão influentes na nova música contemporânea brasileira - Domenico Lancellotti, Moreno Veloso, Rubinho Jacobina, Renato Martins, Gustavo Benjão, Nervoso, Quito Ribeiro, Bartolo, Délcio Carvalho, Marcelo Callado e Ricardo Dias Gomes, Rômulo Fróes e Nuno Ramos. A parceria entre Jorge Mautner e Nelson Jacobina aparece em duas faixas: ‘Samba Jambo’, em ‘Azul’, e em ‘Lágrimas Negras’, em ‘Vermelho’.

Navegue por NossaDica

Copyright © 2007 • Nossadica • Todos os direitos reservados • Mapa do siteWebMasterHostDica Serviço de Internet