300x250_zanox_Oferta da Semana
show/300x250.gif

TEATRO - SÃO PAULO

O Silêncio que veio do Céu

O Silêncio que veio do Céu

Foto: divulgação

Roteiro cultural São Paulo

Por Cris Fusco/ Flavia Fusco (Assessoria e Comunicação)

"O Silêncio que veio do Céu"

Texto parte de um amor proibido para provocar a Igreja. Humor extremamente corrosivo permeia as revelações bombásticas e as reviravoltas típicas dos melodramas.

1º a 24 de julho de 2011 no Teatro João Caetano

Sem papas na língua, o irreverente dramaturgo Felipe Sant’Angelo volta a trabalhar com o diretor Bruno Guida em seu novo, e polêmico, trabalho: "O silencio que veio do céu”, uma blasfêmia melodramática.

O amor proibido de um padre por uma órfã é ponto de partida para uma história que se desenrola de forma surpreendente, com as revelações bombásticas e as reviravoltas típicas dos melodramas, mas com um humor extremamente corrosivo e provocador sobre os dogmas da Igreja e da religião.

A montagem de "O silencio que veio do céu” é o primeiro trabalho que o diretor Bruno Guida realiza após uma temporada em Paris, na França, onde pesquisou o gênero Melodrama com o especialista e mestre Philippe Gaulier.

Guida e Felipe Sant’Angelo trabalharam juntos em 2005 na peça "Antunes ou Seis atrizes em busca de uma personagem principal", um sucesso no underground paulistano com 4 temporadas e remontagens em escolas de teatro.

O resultado deste novo encontro, desta polêmica religiosa melodramática, pode ser visto a partir do dia 1º de julho, no Teatro João Caetano. E que venham as palavras do céu.

Sinopse
Uma criança é abandonada por sua desesperada mãe em uma igreja. Encontrada por Padre Paulo, ela é batizada Maria de Nazaré, e torna-se uma pessoa cheia de bondade e fé. O problema é que Padre Paulo desenvolve por ela um amor que não é apenas de pai e filha e não consegue conter seus mais baixos instintos. As conseqüências dessa relação proibida são trágicas e abalam a fé dessa paróquia.

Sobre o autor
Felipe Sant’Angelo já teve textos publicados nas revistas da MTV, Entrelivros e na Folha de S. Paulo. Escreveu suas primeiras obras sob o pseudônimo Waldemar Neves, e recebeu a mostra "Trilogia Imunda de Waldemar Neves" no CCSP em 2007. Lançou o livro de contos "Inspetor Tavares - cada caso e um caso" e ganhou o concurso "Nelson Rodrigues" de contos na FLIP 2007. Foi dramaturgo do grupo IVO 60 e escreveu e dirigiu o premiado curta "Nossos Parabéns ao Freitas", sucesso em festivais de cinema e no youtube. Mais sobre o autor: http://felipaoms.wordpress.com

Texto: Felipe Sant’Angelo | Direção: Bruno Guida
Elenco: Ana Nero, Ernani Sanchez, Gabriela Caraffa, Marcelo Selingardi, Rennan Winnubust

Serviço

"O Silêncio que veio do Céu” Classificação: 14 anos
1º a 24 de julho de 2011.  Sextas e sábados, 21h, domingos, 19h. Duração: 50 minutos
Ingressos: R$ 10,00 (inteira), R$ 5,00 (meia)
Teatro João Caetano (438 lugares). Rua Borges Lagoa, 650 - Vila Clementino
Telefone: (11) 5573.3774 e 5549.1744
Bilheteria: de terça a domingo, das 14h às 19h30. 
Em dias de espetáculos, a bilheteria funciona até 20 min após o início da sessão.
Ou pelo tel. 4003-2050 (Ingresso Rápido) ou pelo site www.ingressorapido.com.br
Ar condicionado/ acessibilidade parcial

Navegue por NossaDica

Copyright © 2007 • Nossadica • Todos os direitos reservados • Mapa do siteWebMasterHostDica Serviço de Internet