Teatro São Paulo

TEATRO RIO DE JANEIRO

O Ano do Pensamento Mágico

O Ano do Pensamento Mágico

Foto: Jefferson Martins

Teatro Sérgio Cardoso - O Ano do Pensamento Mágico

Teatro

Por Renata Lopes / Arteplural Comunicação

O Ano do Pensamento Mágico, da americana Joan
Didion, traz Imara Reis e direção de Caio de Andrade

De13 de novembro a 20 de dezembro

O livro "O Ano do Pensamento Mágico", da escritora americana Joan Didion, lançado no Brasil pela editora Nova Fronteira em 2006, chegou ao primeiro lugar no ranking dos livros de não-ficção mais vendidos no país.

A vida se transforma rapidamente. Muda num instante. Você se senta para jantar e a vida que conhecia acaba de repente”. Estas são as primeiras frases do livro escrito pela jornalista e roteirista americana Joan Didion, O Ano do Pensamento Mágico, adaptado para o teatro pela própria autora em peça que engata nova temporada no Teatro Sergio Cardoso, Sala Paschoal Carlos Magno, a partir de 13 de novembro, sexta-feira, com ingressos a preços populares (antes fez Teatro Bibi Ferreira).

Com direção e dramaturgia de Caio de Andrade (autor de Trindade e O Jeca Voador, entre outras 12 peças), que, pela primeira vez em 20 anos, dirige espetáculo cujo texto não é de sua autoria. No elenco está a atriz Imara Reis, em seu primeiro monólogo, depois de 35 anos de carreira.

O texto - que trata da morte de forma natural e inevitável: é fato e vai acontecer com todos nós - é confessional, baseado na vida e nas experiências de perdas familiares da escritora. Não há espaço para a autopiedade, depressão ou elementos dramáticos de autoajuda, muito pelo contrário. A autora coloca a morte num patamar existencialista: morrer faz parte das transformações da natureza e precisa ser encarado de tal forma. O livro tem passagens engraçadas e a encenação de Caio de Andrade não descarta as situações divertidas. "Na tragédia da morte, há lugar para um tom cômico e patético", diz.

A peça e o livro

Escrita pela própria Didion (jornalista que passou pela revista Vogue e pelo The New York Times), a primeira montagem teatral de O Ano do Pensamento Mágico estreou em Nova York com a atriz Vanessa Redgrave e direção de David Hare, em 2007, e desde então já fez seis temporadas entre Estados Unidos, Inglaterra, Austrália e Áustria. No Brasil, montada pela primeira vez, a peça funciona como um complemento do livro.

No livro,  Joan Didion e John Gregory Dunne (casal de escritores reconhecidos nos Estados Unidos, intelectuais respeitados, que freqüentavam, ao mesmo tempo o meio acadêmico e o mainstream hollywoodiano, responsáveis por roteiro de filmes como Íntimo e Pessoal, Os Viciados e Nasce uma Estrela) voltam do hospital onde sua filha está internada e, enquanto conversam na mesa do jantar, John para de responder.

Vítima de um problema coronário súbito, ele morre e Joan enfrenta, pela primeira vez, o processo de percepção da morte em plena sala de sua casa. O livro conta como transcorrem os 12 meses seguidos à morte do marido (enquanto a filha estava internada), a rotina burocrática depois de um falecimento, a tentativa de entender o que aconteceu, o lento retorno ao cotidiano e toda a desestrutura emocional que envolve a percepção da morte. Nesse meio tempo, a filha de Joan, Quintana – que estava na UTI com pancreatite também morre -, deixando pela segunda vez Joan frente à morte.

O texto chegou nas mãos do produtor Luque Daltrozo por intermédio de Beatriz Segall, na época em que ambos estavam analisando personagens para a atriz protagonizar. Luque e Beatriz optaram por montar A Senhora de Dubuque, de Edward Albee, que estreará em 2010, também produzido pela Daltrozo Produções. Já O Ano do Pensamento Mágico passou a ser um desejo do produtor, que percebeu na obra a importância da sua abordagem. "E Imara Reis foi convidada pelo seu indiscutível talento", conta o produtor, enfatizando a relação profissional e afetiva que mantém com Imara Reis há mais de 10 anos.

Autoria: Joan Didion. Direção e dramaturgia: Caio de Andrade. Elenco: Imara Reis.

Teatro Sérgio Cardoso – Sala Paschoal Carlos Magno.
Rua Rui Barbosa, 153. Bela Vista. Tel.: 3288 0136. Próximo aos metrôs São Joaquim e Brigadeiro.
 Dia 13 de novembro. Sextas às 21h30; sábados às 21h; domingo, às 19 h.  Ingressos – R$ 20,00  e R$ 10,00 (meia). Cartões – Visa. Indicação etária: 14 anos. Duração: 60 minutos. Até 20 de dezembro.

Fernanda Teixeira / Arteplural Comunicação
site - www.artepluralweb.com.br e-mail - fernanda@artepluralweb.com.br

As atrações e/ou informações sobre eventos que constam neste site estão sujeitas a mudanças e alterações sem aviso prévio. Evite surpresas telefonando antes de visitar as atrações ou eventos.
Navegue por NossaDica

Copyright © 2007 • Nossadica • Todos os direitos reservados • Mapa do siteWebMasterHostDica Serviço de Internet