Teatro São Paulo

TEATRO SÃO PAULO

O ENDIREITA

Foto: divulgação | Lenise Pinheiro

Teatro do Centro da Terra

Tatro

Caroline L. Carrion \ Arteplural Comunicação
Fernanda Teixeira

O ENDIREITA

Dirigido por Zé Henrique de Paula, estreia no Teatro do Centro da Terra, com doses de melodrama e Commedia dell’Arte

Dia 28 de agosto de 2009, sexta-feira, às 21h30

Lançado somente em suporte virtual (o leitor só tem acesso pela internet), o livro O Endireita, do luso-brasileiro Edson Athayde, é adaptado para os palcos em projeto do ator Davi Amarante. Convidado para dirigir, Zé Henrique de Paula (de As Troianas – Vozes da Guerra e Cândida, entre outros) diz que as histórias são instigantes e a montagem usa  elementos circenses. O elenco conta, ainda, com Nábia Villela, Cadu de Souza e João Buono

Uma galeria de personagens improváveis e complexos - como um homem que queria endireitar o mundo e acabou endireitando colunas - compõe o núcleo narrativo do espetáculo O Endireita. O projeto, adaptação do livro homônimo do escritor luso-brasileiro Edson Athayde, foi idealizado pelo ator Davi Amarante. A direção é assinada por Zé Henrique de Paula (de Senhora dos Afogados, Cândida e As Troianas – Vozes da Guerra) e a estreia acontece dia 28 de agosto, sexta-feira, no Teatro do Centro da Terra, às 21h30.

A visão peculiar que o autor tem da alma humana - e de suas virtudes, vícios e aspirações - foi transferida para o palco em forma de sarau lítero-musical, cujo mote principal é a possibilidade de existência do fracasso, bem como as formas de encará-lo. Por meio do uso de música e interação com o público, os espectadores vão vivenciar uma realidade paralela que retoma velhas emoções esquecidas. O público irá transitar entre as mais variadas histórias, como a do homem que pensa 20 vezes antes de entrar em um bonde e, por isso, pode perder a possibilidade de encontrar seu grande amor, ou a do rapaz sem braços e sem pernas que quer atravessar o Canal da Mancha.

“Apesar de às vezes beirarem o absurdo, o surreal, os personagens do livro têm características realistas bastante intensas. Algumas delas tão tristes, mas tão presentes em todos, são apresentadas de maneira poética, que bate com luva de pelica no rosto de quem se acha muito justo e moralista, mas vive num círculo ganancioso e egoísta sem se aperceber de tal realidade”, afirma Davi Amarante. Tratando tais assuntos de maneira suave, o espetáculo questiona, de maneira quase jocosa e com referências circenses, o comportamento humano, seus vícios e virtudes.

Adaptação

O livro O Endireita, composto por histórias curtas, contadas em prosa poética, só foi lançado virtualmente (e pode ser lido no site www.oendireita.com, onde também está disponível o download da versão em pdf). Em entrevista ao jornal português Público, Athayde justifica a escolha: “Qualquer autor mesmo que venda bem ganha pouco. E os livros nunca estão disponíveis para os próprios autores. Os livros saem logo dos catálogos. Temos de pedir, encomendar, podem esgotar, são coisas que não controlamos. Mas se a tecnologia permite ultrapassar estes problemas, porque é que eu tenho de viver isso?” A obra também foi uma das primeiras a ser publicadas de acordo com o novo acordo ortográfico.

Ficha técnica:
Texto: Edson Athayde.
Direção: Zé Henrique de Paula.
Elenco: Davi Amarante, Nábia Villela, Cadu de Souza,
João Buono, Bárbara Bonnie (stand-in).
Assistente de Direção: Thiago Ledier.
Direção Musical: Fernanda Maia.

Teatro do Centro da Terra. Rua Piracuama, 19, Sumaré. Tel/Fax: (11) 3675-1595.
Sexta às 21h30; sábado às 21 horas; domingo às 19 horas.
Duração: 50 minutos. Ingressos: Sexta e domingo R$ 20,00; sábado R$ 30,00.
Capacidade: 100 pessoas.
Temporada: Até 25 de outubro.
E-mail: teatro@centrodaterra.com.br.
Site: www.centrodaterra.com.br.
Bilheteria: Sexta a partir de 19h30, sábado a partir das 19 horas e domingo a partir das 17 horas. Venda de ingressos pela internet pelo site www.ingressorapido.com.br
Estacionamento no local (R$ 10,00). Acesso para deficientes, café e bar.
Sem ar condicionado.

Assessoria de Imprensa /Arteplural Comunicação
FERNANDA TEIXEIRA 11) 3885-3671 / 9948-5355
www.artepluralweb.com.br