Teatro - Rio

TEATRO - RIO DE JANEIRO

Os Miseráveis

Os Miseráveis

Foto: divulgação

Teatro Ipanema

Por André Romano

03 de setembro a 31 de outubro de 2010

No dia primeiro de janeiro de 2000, o Teatro da Galeria, no Rio de Janeiro, estreava a versão teatral de “Os Miseráveis”, adaptada pelo dramaturgo francês Guy Laforet, numa encenação do diretor brasileiro Paulo Afonso de Lima.

O espetáculo foi assistido por mais de 10.000 espectadores de todo Brasil em apenas cinco meses de apresentação.

Em 2003, a convite de empresários portugueses, Vera Pinheiro e Paulo Afonso de Lima montaram em Portugal, com profissionais portugueses, o mesmo espetáculo que tanto sucesso fez no Rio. Assim,no dia 24 de Abril de 2003, o  tradicional Teatro Sá da Bandeira, no Porto, recebeu uma platéia de 1.298 pessoas (super-lotando a casa de espetáculos) que no fim da apresentação estavam visivelmente emocionadas; o elenco ficou quase dez minutos  no palco sob aplausos, gritos de "bravo! bravo!" e o comentário unânime era: "Há muito tempo não se via um espetáculo como este no Porto. Os Miseráveis ficou em cartaz durante 60 dias, tendo sido sucessivamente aplaudida de pé em Lisboa, Aveiro, Évora e na cidade espanhola
de Vigo.

Agora, em comemoração aos 10 anos de sua estréia brasileira, Os Miseráveis volta ao Rio, em setembro no Teatro Ipanema, ocupando o horário nobre, com um elenco de 35 atores, sob a direção de Paulo Afonso de Lima.

 A versão que o Teatro Ipanema levará a cena, é a mesma que estreou em Paris em 1979 (antes, portanto do famoso musical), escrita por Guy Laforet, um dramaturgo que se tem especializado em transpor obras literárias para o palco (são suas as adaptações apresentadas na França de “O Morro dos Ventos Uivantes”, além de diversas transposições teatrais dos livros de Melville, Poe e Charles Dickens). Laforet elaborou uma engenhosa concepção para levar ao público sua visão de “Os Miseráveis”: a ação tem inicio no dia 13 de maio de 1968 num teatro de Paris, aonde no dia seguinte Os Miseráveis teria a sua estréia oficial. Acontece que neste mesmo dia, Paris fervia com as hoje famosas manifestações estudantis que marcariam para sempre o século XX. A peça, portanto, utilizando um artifício “Pirandeliano”, constitui o espetáculo dentro do espetáculo, onde os trajes e o momento de 1968 se misturam harmoniosamente com os de 1815, em Paris, durante o período em que se implantava a República e derrubava a Monarquia.

Os Miseráveis é uma super produção que tem quase cem personagens, variadíssimos efeitos especiais e cerca de 200 figurinos de época, acompanhados por aproximadamente 200 adereços (chapéus, sapatos, luvas, etc.) em tudo correspondentes à ambiência das épocas em confronto.

Victor Hugo e a obra original

Publicada pela primeira vez em 1862, simultaneamente na França e na Bélgica, Victor Hugo escreveu sua novela, “Os Miseráveis”, após o sucesso estrondoso de “Notre Dame de Paris” (popularizado no cinema como “O Corcunda de Notre Dame”). Nessa época Victor Hugo já era o poeta, dramaturgo e escritor francês mais famoso, inspirado nas complexas questões da vida social, essencial temática do seu trabalho.
“Os Miseráveis” conta a saga de Jean Valjean, condenado a 20 anos de trabalhos forçados por ter roubado um simples pedaço de pão. A obra acompanha a trajetória do protagonista a partir do dia em que é posto em liberdade condicional e percorre cerca de quarenta anos da história francesa através dos diversos personagens que se tornaram marco da Literatura Universal, tais como Cosette, Fantine e o Comissário Javert, implacável perseguidor de Valjean no decurso de toda a sua existência. "Os Miseráveis" continua a ser um dos livros mais vendidos de todos os tempos, tendo sido inegavelmente popularizado no Século XX, através de diversos tratamentos cinematográficos que recebeu . Victor Hugo morreu no dia 23 de Maio de 1885 e o seu funeral foi acompanhado por cerca de três milhões de pessoas.

Texto: Guy Laforet
Tradução, adaptação, cenário e direção geral: Paulo Afonso de Lima

Local: Teatro Ipanema (260 lugares).
Endereeço: Rua  Prudente de Moraes,824 - Ipanema-RJ
Horário(s): Sextas e domingos às 20h; sábados às 21h30
Data(s): 03 de setembro a 31 de outubro de 2010
Preço(s): R$50,00 (inteira)  e R$25,00 ( meia)
Classificação: 16 anos
Duração: 90 Minutos

Navegue por NossaDica

Copyright © 2007 • Nossadica • Todos os direitos reservados • Mapa do siteWebMasterHostDica Serviço de Internet