beleza3_300x250.gif
BR300x250cpc0010150_C3g.gif

AGENDA CULTURAL - BRASILIA

Radiografia Cultural

Por Assessoria de Imprensa / Rodrigo Machado Território Cultural - Assessoria de comunicação

Radiografia Cultural, do CCBB, leva peças teatrais ao Conjunto Nacional e a Taguatinga

29 e 30 de novembro de 2011

Foto: Fábio Hirata

Dentro da programação de novembro do ciclo Radiografia Cultural: Periferia e Arte no DF, do Centro Cultural Banco do Brasil, a trupe de teatro paulistana Brava Companhia apresenta o espetáculo Este Lado para Cima, no dia 29, às 13h, na Praça das Fontes, em frente ao Conjunto Nacional, e no dia 30, às 18h, na Praça do Relógio, no centro de Taguatinga.

Ainda no dia 29, das 19h às 19h30, o Boi de Sobradinho, criado pelo maranhense Teodoro Freire, apresenta o seu Bumba-Meu-Boi, no estacionamento do CCBB, abrindo o debate Teatro na Rua, que acontecerá das 20h às 21h30, no auditório do CCBB, com a presença do diretor da Brava, Fábio Resende, e de Mestre Teodoro Freire. A mediação do encontro será do diretor Humberto Pedrancini, um dos nomes mais importantes do teatro brasiliense.

Durante o debate serão discutidos o processo de criação dos dois coletivos, que nasceram na periferia e se pautam pela produção de espetáculos de rua, e a questão da manutenção da tradição num mundo cada vez mais veloz, regido pela tecnologia.

Fábio Resende é ator, diretor, professor de teatro e integrante-fundador da Brava Companhia -- coletivo teatral fundado em 1998, na cidade de São Paulo. Seus últimos trabalhos como ator e diretor são: A Brava, O Errante e Este Lado Para Cima. Atualmente, a Brava Companhia desenvolve seu trabalho em sua sede, no Sacolão das Artes, onde realiza apresentações e dá seguimento à sua pesquisa cênica, além de promover ações para a produção de conhecimento crítico.

Mestre Teodoro Freire nasceu em São Vicente de Férrer, no interior do Maranhão. Em 1963, criou o Centro de Tradições Populares (CTP) do DF, em Sobradinho, onde deu início ao trabalho de resgate do folclore brasileiro, com a criação do Bumba-Meu-Boi e do Tambor-de-Crioula, autos populares que hoje são apresentados nas Satélites e em várias cidades do País. Aos 91 anos, Mestre Teodoro é presidente de honra do CTP, que mantém os projetos Boi nas Escolas e Boi nas Feiras. O Bumba-Meu-Boi de Mestre Teodoro faz parte do calendário oficial da festa de São João, no Maranhão.

Os Espetáculos

Com elenco composto por oito atores, que além de atuar cantam e tocam instrumentos de percussão, o espetáculo de rua Este Lado para Cima mostra como a ordem e o progresso fundamentam o surgimento de uma cidade onde os habitantes vivem em razão do trabalho, sonhando com um futuro de felicidade. No entanto, uma crise causada por seus dirigentes acaba se abatendo sobre a população, ameaçando a ordem estabelecida. Os donos do poder constroem então o “mais avançado artefato da tecnologia humana”: a Bolha, que do céu vigia tudo e todos, para manter as coisas como sempre foram.

Em contraponto ao futurismo do espetáculo da Brava, o auto popular do Bumba-Meu-Boi remonta ao século XVIII e narra a trajetória de Pai Francisco, escravo que mata o boi de estimação de seu senhor para satisfazer o desejo da esposa grávida, Mãe Catirina, que quer comer língua. Quando o senhor de escravos percebe o sumiço do animal, fica furioso e, ao descobrir que o autor do crime é Pai Francisco, o obriga a trazer o boi de volta à vida. Pajés e curandeiros são então convocados para salvar o escravo e, quando finalmente o boi é ressuscitado, todos se reúnem numa grande festa, para comemorar o milagre.

A passagem que será apresentada no CCBB é justamente a da Ressurreição Mágica do Boi, com um elenco entre 30 e 40 pessoas, que dançam e cantam toadas, embaladas por 20 instrumentos de percussão.

As apresentações dos espetáculos Este Lado para Cima e Bumba-Meu-Boi são gratuitas e as senhas para o debate Teatro na Rua podem ser retiradas no dia do evento, com uma hora de antecedência. O CCBB fica na SCES Trecho 2, conjunto 22, tel.: 3310-7087

Programa: Radiografia Cultural: Periferia e Arte no DF
Patrocínio: Banco do Brasil
Realização: Centro Cultural Banco do Brasil
Curadoria: Beatriz Carolina Gonçalves e Luiz Nunes

Teatro na Rua

Apresentação 1
Brava Companhia, no dia 29, às 13h, na Praça das Fontes, em frente ao Conjunto Nacional.

Apresentação 2
Boi de Sobradinho, do Mestre Teodoro Freire, no dia 29, das 19h às 19h30, no estacionamento
do CCBB

Apresentação 3
Brava Companhia, no dia 30, às 18h, na Praça do Relógio, no centro de Taguatinga

Debate: dia 29, das 20h às 21h30
Debatedores: Fábio Resende e Mestre Teodoro Freire
Mediação: Humberto Pedrancini
Local: Auditório CCBB.
Recomendação: 12 anos
Entrada gratuita mediante retirada de senha, distribuída uma hora antes do início do debate e/ou das sessões.

O CCBB disponibiliza ônibus gratuito, identificado com a marca do Centro Cultural. O transporte funciona de terça a domingo, saindo do Teatro Nacional a partir das 11h. Confira o itinerário no site www.bb.com.br/cultura

CCBB Brasília
Aberto de terça-feira a domingo das 9h às 21h
SCES Trecho 2, conjunto 22 – Brasília/DF Tel: 61 3108.7600
e-mail: ccbbdf@bb.com.br site: www.bb.com.br/cultura
Twitter: www.twitter.com/ccbb_df

Navegue por NossaDica

Copyright © 2007 • Nossadica • Todos os direitos reservados • Mapa do siteWebMasterHostDica Serviço de Internet