09-11-12/300x250.gif

  Receba as dicas do site pelo Fedd de Rss             

AGENDA RIO DE JANEIRO

Conferência Ambiental Rio+20

Por Sheila Gomes / Imprensa Armazém Comunicação

ARMAZÉM DA UTOPIA ABRIGA DRIVE-IN RIO, DO COLETIVO WUNDERKAMMER LATIN AMERICA, DURANTE A RIO + 20
Dezesseis carros, 20 projetores, performances em loop, instalações gigantes e performances intimistas ocupam o espaço na zona portuária de 13 a 22 de junho

Foto: divulgação

Com variedade de performances, efeitos de audiovisual, artes cênicas, animação, design e video
 mappingDrive-In Rio é um dos destaques do programa Cultura e Sustentabilidade, do Ministério da Cultura, durante a Rio + 20, uma parceria com o Instituto Cultural da Dinamarca. O evento é uma iniciativa do coletivoWunderkammer Latin America, com artistas convidados do Rio de Janeiro, de São Paulo e da Dinamarca e ficará em cartaz no Armazém da Utopia de13 a 22 de junhodas 21h30 à meia-noite, logo após as sessões da peça “Havana Café”, ambos com entrada gratuita.

As instalações e performances de Drive-In Rio acontecem dentro, em cima ou ao lado de sucatas de automóveis que tiveram perda total após um acidente e ganharam nova vida como plataforma para diversas manifestações artísticas, tais como projeções, performances de teatro, poesia e música. Ao todo são 16 carros, estando 14 localizados no interior do Armazém da Utopia e dois do lado de fora, visíveis para quem passa pela Avenida Rodrigues Alves. O acesso do público se dará por um corredor isolado até o Parque Drive-in propriamente dito, revelando instalações grandiosas, porém capazes de provocar experiências e vivências intimistas e singulares.

Entre os artistas convidados para as intervenções estão Bayard Tonelli (ex-Dzi Croquettes) com seu menu de poesias; o quarteto Luca de Castro, Cláudia Borioni, Carol Castro e Bel Sangiardi numa esquete teatral inusitada; Maria Carolina Telles e Jorge Espírito Santo abordam a opressão masculina; e a atriz Kátia Moraes, que receberá convidados em seu Comedy Car, como a amiga Cláudia Rodrigues, que se apresentará nos dias 20 e 21.

Como Drive-in Rio faz parte do calendário de eventos da Rio + 20, os artistas escolheram temas ligados à ecologia e à sustentabilidade para provocar o público, dos mais diretos – como água, florestas e preservação ambiental – às fontes de energia alternativas e provocantes.

Sobre Wunderkammer Latin America

O coletivo é formado por Lucas Margutti (BR), Luke Cooper (UK) e Samuel Moore (AU). Os dois últimos estão radicados na Dinamarca, onde criaram o Wunderkammer. O trio trabalha com performances fora dos espaços tradicionais, aliando, sempre que possível, a revitalização de algum local abandonado ou pouco explorado pela população da cidade. A primeira edição do Drive-in aconteceu em Copenhage, num galpão da cervejaria Carlsberg, em 2010.

Antes de se mudar para a Dinamarca, Luke trabalhou sete anos com a companhia inglesa de teatro “Shunt”. Samuel trabalhou em TV e cinema como designer e animador, além de ter trabalhado como ator nos últimos 10 anos. O brasileiro Lucas Margutti foi convidado a participar do projeto em temporada naquele país, onde foi aprofundar seus estudos em Dogma. Anteriormente, Lucas trabalhou como ator em TV em séries e novelas, antes de passar para o outro lado da câmera, como diretor e realizador de filmes do chamado Cinema ao Vivo.

PERFOMANCES+INSTALAÇÕES

BAYARD TONELLI E CONVIDADOS (RJ) - PERFORMANCE: Poesia e Outras
Bayard Tonelli, remanescente do lendário grupo de dança e performance Dzi Croquettes, conduz o público numa viagem sensorial, acompanhado por um convidado especial por noite. Antes de entrar no carro, o público poderá escolher uma das experiências oferecidas em seu menu de poesias. No parabrisa serão projetadas imagens de Sinai Sganzerla. Bayard participou da Eco 92 com uma histórica performance sob a Árvore da Vida, completando um ciclo de 20 anos.

RONALDO MIRANDA (SP), WUNDERKAMMER (DK) e CAROLINA OBADIA (RJ) – PERFORMANCE: '92 Lugar Nenhum
Você fecha a porta e espera o motorista ligar o motor. É noite e a cidade à sua volta está num estado de expectativa. Seus parceiros te rodeiam, mas você ainda não os conhece.Você não tem certeza da sua jornada e do seu destino, bem-vindo a '92 Lugar nenhum.

HILDIGUNN EYDFINSDOTTIR (DK) – PERFORMANCE: Valkyrie
Algumas memórias são enterradas profundamente dentro de nós por uma razão. O tempo é constantemente castigado por chuva e vento. Ondas quebrando em rochas cintilantes. Valkyrie é o antídoto e a devastação.

COMPANHIA ENSAIO ABERTO (RJ) – PERFORMANCE: Linha de Montagem
A performance se passa em um imenso cenário, de 15 toneladas, com máquinas arcaicas de ferro gigantescas, recuperadas de um cemitério industrial. O público poderá acompanhar de perto o trabalho dos atores-operários. O cenário é adaptado de um premiado espetáculo da companhia.

MILENA SÁ E AMARALINA FAGUNDES (RJ) – PERFORMANCE: Caixa Circense - O Nascimento
Esta performance representa a magia de um ser que se desenvolve e que se alimenta dentro da água. A água cristalina das cachoeiras e dos rios simboliza a força da natureza e a beleza maternal de Oxum, orixá das águas doces. A acrobata aérea Amaralina Fagundes se apresenta em tecido, interagindo com imagens inéditas da cineasta e VJ Milena Sá projetadas em seu corpo, no tecido e no carro.

KÁTIA MORAES E CLÁUDIA RODRIGUES (RJ) – PERFORMANCE: Comedy Car
Kátia Moraes é a curadora do Comedy Car. Nele, a atriz  de Zorra Total receberá diversos convidados, entre eles a amiga Cláudia Rodrigues, que se apresentará nos dias 20 e 21. A ideia é explorar uma nova maneira de fazer comédia: no trânsito e dentro do carro!

RICKY SEABRA (RJ/USA) – PERFORMANCE: AMAZONINA RÉGIA
Carro de Amazonina Régia, a rainha da Amazônia. A carcaça do automóvel é a cabine de seu zepelim, coberto de plantas tropicais como samambaias e bromélias, de onde ela pode monitorar toda a floresta. Sobre o imenso balão são projetadas as suas histórias e as exigências régias para o povo brasileiro.

LUCA DE CASTRO, CLAUDIA BORIONI, CAROL CASTRO E BEL SANGIRARDI (RJ) – PERFORMANCE: Fuel
Numa esquete teatral inusitada, quatro atores consagrados representarão o sequestro de uma jovem num futuro não muito distante. Na época retratada nesta ficção não existe mais nenhum tipo de combustível e a única saída é usar o ser humano como fonte de energia. Durante esta intensa aventura qualquer um corre o risco de se tornar o combustível do veículo.

LUCAS MARGUTTI (RJ/DK) – PERFORMANCE: Jungle Car
Neste carro o público vive uma experiência diferente na Amazônia. Por meio de projeções em 360º, é possível fazer um passeio pelos rios e florestas. Durante a performance, o público também poderá aprender um pouco mais sobre os mitos e lendas da floresta e como podemos ajudar a preservá-la para as nossas futuras gerações.

MARCOS BECKER E MARÍLIA ENNES (SP) – PERFORMANCE: Paraíso em Pedaços
Esquete teatral dentro de um automóvel coberto com milhares de bananas. Um taxista andrógeno com duas cabeças, quatro pernas e quatro braços recepciona o público para uma corrida até o paraíso. No meio da conversa, uma colisão. Alguém foi atropelado e o motorista sai do carro. Tem início uma aventura emocionante em busca desse paraíso perdido.

SOLANO GUEDES, EDUARDO GRIPP E ALE GABEIRA (RJ) – PERFORMANCE: Sex Machine
Performance e vídeoinstalação na qual o carro, completamente pintado na cor preta, é cercado de mistério. Com uma câmera de vídeo instalada, o interior do veículo é transmitido em tempo real no parabrisa. Do lado de dentro, um casal caracterizado com roupas da década de 1950 realiza uma ardente performance em que o filme se confunde com a relação dos dois.

MARIA CAROLINA TELLES (SP) E JORGE ESPÍRITO SANTO (RJ) – PERFORMANCE: Um homem, uma mulher e o carro dele
O público irá mergulhar na angústia de uma mulher e na opressão que ela sofre de seu companheiro. Com o interior do carro coberto por fotos de mulheres nuas e seminuas, um casal de atores interpreta no banco da frente uma violenta cena de discussão. Um carro que lidará com sentimentos íntimos, profundos e constrangedores.

FEDERICO BARDINI E FUSO COLETIVO (RJ) – PERFORMANCE: 1912-2012
O carro 1912-2012 conta a história do mundo nos últimos 100 anos em 10 minutos, por meio de imagens pontuadas por uma trilha sonora cinematográfica. Dois atores completam a performance. Uma performance didática e ecológica de como chegamos onde estamos.

TIFF McGINNIS AKA GRANDE DAME (UK) – PERFORMANCE: Abertura e intervenções
Tiff McGinnis conhecida coma Grande Dame é uma artista audiovisual residente em Londres. No Drive-in Rio ela contribui com algumas de suas animações com cores vivas e psicodélicas, sua marca registrada.

RUTH SLINGER (SP) – INSTALAÇÃO: CINE RIO+20
Nesta instalação a artista apresenta uma rica colagem de imagens captadas por todo o Brasil, convidando o público à reflexão. É uma sequência de mensagens acerca das transformações necessárias que se impõem à sociedade contemporânea. Trata ao mesmo tempo da abundância e da beleza do mundo que vivemos e da urgência de tratarmos com mais sabedoria as riquezas naturais para as futuras gerações.

WUNDERKAMMER LATIN AMERICA (DK/BR), RAFAEL PUETTER E ISABEL NESSIMIAN (RJ)  Entre no Drive-in e experimente as suspeitas sobre a realidade oculta das ondas.

INFORMAÇÕES - DRIVE-IN RIO 
ARMAZÉM DA UTOPIA:  Armazém 6 - Cais do Porto
Temporada: de 13 a 22 de junho, às 21h30
Classificação indicativa: 18 anos
Entrada gratuita  www.driveinrio.com

LOCAL:  Av. Rodrigues Alves, s/n – Centro – Estacionamento em frente
INFORMAÇÕES: 2516-4893 / 2516-4897

Por Déborah Sathler Fernandes

Projeto com ex-catadoras de lixo
Cataluxo participa da cúpula dos povos

Dia 15 de Junho - Sexta | Dias 18 a 22 de Junho - Segunda a Sexta

A partir desta sexta-feira, dia 15 de junho, na Cúpula dos Povos, evento paralelo a Rio + 20 no Aterro do Flamengo, começa a exposição de produtos da “CATALUXO – MULHERES DE ITAOCA”, no stand do Instituto Synthesis. Este é o resultado de meses de trabalho do Instituto com as ex- catadoras do Aterro de Itaoca, município de São Gonçalo, que viram suas vidas se transformar com uma ideia simples e original: transformar o lixo do carnaval em artesanato ecológico e ainda ganhar um novo ofício, o de artesãs. Com o fechamento do Aterro de Itaoca, em 6 de fevereiro deste ano, estas mulheres e suas famílias viram sua única fonte de renda desaparecer. Mas, a partir do Projeto Reciclando Vidas, conduzido pelo Instituto Synthesis, elas foram incluídas nesta nova iniciativa: aprenderam a fazer artesanato (bijuterias e outros acessórios) com materiais reciclados descartados após o carnaval.

INFORMAÇÕES - CATALUXO na Cúpula dos Povos, evento paralelo a Rio + 20
Data(s): Dia 15 de Junho - Sexta-feira | Dias 18 a 22 de Junho – Segunda a Sexta-feira
Horário: das 11h ás 17h

LOCAL - Aterro do Flamengo
Entrada Livre