Nutrição

NUTRIÇÃO - ALIMENTAÇÃO

ENTENDENDO A OBESIDADE

Legumes

Foto: divulgação

Orientação nutricional para obesidade

Obesidade

• Acúmulo excessivo de gordura corporal que acarreta prejuízos à saúde da pessoa.
• Abrange: aspectos psicológicos, sociais e culturais, sobre alimentação e o nível de atividade física das pessoas.
• A obesidade, hoje, é considerada um fator de risco para a saúde.
• Se não tratada pode levar ao aparecimento de doenças, tais como: DIABETES, HIPERTENSÃO ARTERIAL, ARTRITE, DOENÇAS CARDÍACAS entre outras.
• Atualmente verifica-se um aumento significativo da OBESIDADE, principalmente entre adultos.

BRASIL / OBESIDADE

1974 – 1997 2005 HOMENS 2,5% 7,0% MULHERES 6,9% 12,2%
• Entre crianças maiores de 5 anos e adolescentes, a OBESIDADE triplicou nos últimos 20 anos.

CLASSIFICAÇÃO

Índice de Massa Corporal (IMC) = peso atual (kg) altura²(m)

Classificação

IMC

Magreza 3º grau (grave)

< 16,00 Kg/m²

Magreza 2º grau (moderada)

16,00 – 16,99 Kg/m²

Magreza 1º grau (leve)

17,00 – 18,49 Kg/m²

Baixo peso

18,5 – 19,9 Kg/m²

Normal

20 – 24,9 Kg/m²

Sobrepeso

³ 25 Kg/m²

Pré-obeso

25,99 – 29,99 Kg/m²

Obesidade I

30 – 34,99 Kg/m²

Obesidade II

35 – 39,99 Kg/m²

Obesidade III

³ 40 Kg/m²

OMS 95/98

“Alimentação saudável ... mente e corpo equilibrados!”

Saúde, bem-estar e qualidade de vida estão associados diretamente
com hábitos alimentares e equilíbrio nutricional.

Regina Corrêa – Nutricionista Clínica
Programa personalizado de orientação nutricional e re-educação alimentar
para crianças, adolescentes, adultos, idosos e gestantes.
Atendimento: Contato Regina Corrêa

Lanche

Causas mais relacionadas
com a OBESIDADE:

• Predisposição genética (depende também do estilo de vida e do ambiente social); • Redução da atividade física e sedentarismo;

• Alimentação inadequada;

• Distúrbios hormonais (responsável por menos de 5% dos casos de obesidade);

• Situações e eventos que podem estar relacionados com a obesidade: casamento, gravidez, estresse, aposentadoria, uso de medicamentos, etc.

Conseqüências mais comuns da OBESIDADE:
• Doenças cardio-vasculares: hipertensão arterial (ou pressão alta), infarto do miocárdio;
• Dislipidemias: decorrentes de alteração dos níveis de gorduras no sangue, principalmente de colesterol e de triglicerídeos;
• Diabetes: elevação da glicose (açúcar) no sangue (a OBESIDADE aumenta a resistência das células à ação da insulina);

• Osteoartrites: problemas mais comuns => dores na coluna, no quadril, no joelho e nas pernas (provocados pela sobrecarga de peso sobre as articulações);

• Câncer: os mais associados a OBESIDADE são: de mama, útero e ovário (nas mulheres) e tumores de intestino e próstata (nos homens);

• Diminuição da auto-estima e comprometimento das relações sociais (problemas psicológicos, insatisfação com a auto-imagem, depressão, distúrbios alimentares e discriminação social.

ATENÇÃO: As conseqüências do ganho de peso nem sempre desaparecem quando o peso diminui...portanto, PREVENIR É A MELHOR OPÇÃO!

Prevenção da OBESIDADE: alimentação saudável e equilibrada. De que forma?
1. Faça pelo menos 3 refeições (café-da-manhã, almoço e jantar) e 2 lanches saudáveis por dia;
2. Inclua diariamente 6 porções do grupo dos cereais (arroz, milho, trigo, pães
e massas), tubérculos (batatas), e raízes (mandioca) nas refeições. Dê preferência aos
grãos integrais e alimentos in natura;
3. Coma diariamente pelo menos 3 porções de legumes e verduras como parte das
refeições, e 3 porções ou mais de frutas nas sobremesas e lanches;
4. Coma feijão com arroz todos os dias ou, pelo menos, 5 vezes por semana;
5. Consuma diariamente 3 porções de leite e derivados, e uma porção de carnes, aves, peixes ou ovos;
6. Consuma no máximo uma porção por dia de óleos vegetais, azeite, manteiga ou
margarina;Evite refrigerantes e sucos industrializados, bolos, biscoitos doces e
recheados, sobremesas (pudins e tortas), etc;
8. Diminua a quantidade de sal na comida e retire o saleiro da mesa;
9. Beba pelo menos 2 litros (6 a 8 copos) de água por dia. Dê preferência ao consumo
de água nos intervalos das refeições;
10. Torne sua vida mais saudável. Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física
todos os dias, e evite as bebidas alcoólicas e o fumo;
Algumas sugestões/dicas para alcançar os objetivos:
a) Identifique os desencadeadores (“gatilhos”) da alimentação. Procure distinguir se o
que sente é fome/gula ou compulsão. Viva as emoções ... não desconte nos alimentos!
b) Use uma lista durante as compras. Não faça compras em jejum ou com fome.
c) Preste atenção nos rótulos dos alimentos. Lembre-se que um alimento que não
contem açúcar, pode conter muita gordura.
d) Dê preferência as preparações assadas, cozidas ou grelhadas.
e) Coma uma variedade de alimentos ricos em fibras: aveias, pães integrais, vegetais e
frutas (com bagaço). As fibras ajudam a reduzir as taxas de colesterol e auxiliam na perda de peso.
f) Procure realizar uma atividade nos horários de maior vontade de “beliscar”:
caminhar, ir ao shopping, lavar o carro, sair com o cãozinho, ir à academia, andar de
bicicleta, etc.

Procure orientação com uma nutricionista para avaliação e lembre-se:
ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ... MENTE E CORPO EQUILIBRADOS!

Saúde, bem-estar e qualidade de vida estão associados diretamente
com hábitos alimentares e equilíbrio nutricional.

Regina Corrêa – Nutricionista Clínica
Programa personalizado de orientação nutricional e re-educação alimentar
para crianças, adolescentes, adultos, idosos e gestantes.
Atendimento: reginacorr.nutri@gmail.com