Teatro Rio

TEATRO - SESC TIJUCA

Cidade das donzelas

Cidade das donzelas

Foto: divulgação

Sesc Tijuca - Rua Barão de Mesquita 539, Tijuca

Por Betania Dutra

Inspirada na Commedia Dell’Arte italiana, “Cidade das donzelas”

Reestreia: 12 de novembro a 19 de dezembro de 2010

Assinada pela Troupp Pas D’Argent, a comédia “Cidade das donzelas” retrata com humor um sertão cheio de mistério e poesia, com tipos bem brasileiros e burlescos. Para compor o espetáculo, foi desenvolvido o estudo de métodos corporais inspirados na Commedia Dell’Arte italiana e no Teatro de Mamulengo. A peça conta a história de uma cidade localizada no meio do Sertão, onde não existe nem homem ou mulher bonita. “Cidade das donzelas” reestreia em palcos cariocas no próximo dia 12/11/2010 no Sesc Tijuca, para temporada até o dia 19/12, com sessões de sexta a domingo, às 20h. 

A estética do cenário de “Cidade das donzelas” é inspirada na série de quadros “Retirantes” de 1944, de Candido Portinari. A atitude artesanal de idealizar e construir todo o círculo cênico, bem como cenário, figurino, instrumentos, adereço e maquiagem, através de um processo intenso de investigação, ocasionou um trabalho totalmente autoral e harmonioso. Desse modo, a homenagem ao Nordeste se tornou mais genuína. A “Cidade das donzelas” estreou em 2008. Já foi apresentada em São Paulo, Paraná, Minas Gerais,Ceará, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Chile, Itália, França, Equador, Argentina e Portugal. Recebeu diversos prêmios, entre eles o europeu Compasso di latta, conquistado na Itália, este ano, na categoria melhor espetáculo internacional, após apresentações em Napoli e Gênova.

Franzilino Sertanejo Peregrino
Conta a historia de Carolino
Que sem lenço, documento ou certidão,
Chega à Cidade das Donzelas, no meio do Sertão
E se espanta ao ouvir falar
Que não existe nem homem
Ou mulher bonita naquele lugar
E que as moças feias que habitam por lá
Matam qualquer um que arrisca se aproximar
Tentando desvendar esse mistério acolá
A gente embarca nessa história,
Temendo nunca mais voltar...

O texto caminha pelo cômico atrevido, satírico e histórico como sempre acontece nas formas de literatura popular. Tem linguajar simples, com traços de fala coloquial e são feitas homenagens a nomes importantes da história nordestina, tendo uma métrica semelhante à Literatura de Cordel. A preocupação foi enfocar um Sertão verdadeiro e, mesmo que com uma linguagem burlesca, enaltecer essa parte tão rica do Brasil, divulgando a arte cotidiana, as tradições, as identidades locais e a literatura regional, contribuindo para a manutenção do folclore nacional. A Trilha Sonora é autoral e foi inspirada em músicas regionais. Antes da composição de todas as letras, a Troupp mergulhou em uma série de pesquisas e estudos sobre letras e ritmos, bem como Embolada, Maracatu, Repente, Aboio, Desafio, Coco de Umbigada, Frevo, Bumba-Meu-Boi, Baião e Quadrilha.

A obra traz à tona um movimento que abandona os meios convencionais de representar uma realidade tangível e evidencia uma proposta de interpretação e direção expressionistas. A direção realça uma estética lúdica e onírica, dando atenção às diferentes possibilidades de utilização do corpo e da relação do ator com o público, buscando um corpo e voz disponíveis e expressivos, capazes de criar e estilizar linguagens, e assim, potencializar a missão e o papel do ator.

Espetáculo “Cidade das Donzelas” Teatro Sesc Tijuca (259 lugares)
Rua Barão de Mesquita 539, Tijuca. Tel. 3238-2100.
De sexta a domingo, às 20h. Ingressos: R$16,00  (inteira) R$8,00  (jovens de até 21 anos, estudantes e maiores de 60 anos);  R$4,00  (comerciários).
Classificação - 14 anos. Temporada de 12 novembro a 19 de dezembro de 2010

Por Betania Dutra

Show

Balanço profissional da cantora Marianna Leporace no Sesc Tijuca

Dia 9 de dezembro de 2010

Marianna Leporace Em seu novo show, “Na carreira”, a cantora Marianna Leporace apresenta um balanço da trajetória profissional, iniciada em 1987 e com 20 discos lançados, cantando e contando suas histórias musicais. O show será apresentado no Sesc Tijuca dia 9/12, 20h, com repertório que inclui músicas de Edu Lobo, Chico Buarque, Baden Powel, Vinicius de Moraes, Paulo Cesar Pinheiro, Tunai e Milton Nascimento, além da composição própria “A tal”, que Mariana assina com Gilvandro Filho. No set internacional, destaque para interpretações de sucessos de Stevie Wonder, Carole King e Burt Bacharach. Acompanhada pela banda formada por Sheila Zagury (piano), Fernando Leporace (baixo) e Luisinho Sobral (bateria), arranjos originais foram recriados para canções conhecidas do grande público e traz para o palco um passeio por projetos musicais que Marianna registrou em seus diversos trabalhos.

O show tem como fio condutor as relações amorosas. Desde o momento do encantamento e da paixão, passando por todas as fases do relacionamento, incluindo as decepções e reconciliações, levando seus convidados a um emocionante passeio por dentro da história das canções.  O amor será cantado de diversas formas e estilos. Entre outros registros marcantes da trajetória profissional, Marianna Leporace foi citada no livro “Rio Bossa Nova”, do escritor Ruy Castro (2007), e teve a faixa “Tororó”, de seu CD São Bonitas as Canções, incluída na caixa do compositor Chico Buarque, intitulada “Essencial” (2008 – Sony BMG). Participa como artista convidada da turnê de lançamento do CD De Bem Com a Vida do pianista, arranjador e compositor Alberto Rosenblit.

Nos palcos desde o final da década de 80, Marianna Leporace é atriz, jornalista, empresária e cantora - lírica e popular. Começou na carreira ao lado do irmão Fernando tocando em bares do Rio e fez parte de inúmeros grupos vocais. Alguns projetos de que participou foram o CD/Show “São Bonitas as Canções” ao lado da pianista Sheila Zagury, com repertório de Edu Lobo e Chico Buarque; o espetáculo montado em 2002 em homenagem a Sidney Miller – que contou com participações de Sá & Guarabyra, Quarteto em Cy, Jards Macalé e Paulinho da Viola, entre outros – e o projeto “Pop Acústico”, da DeckDisc, que tem três volumes com standards do pop brasileiro e internacional em versões enxutas.

Show “Na Carreira”, com a cantora Marianna Leporace e banda
Sesc Tijuca  (220 lugares) - Rua Barão de Mesquita 539. Tel: 3238-2100
Dia 9 de dezembro 2010, às  20h
Ingressos - R$3 (comerciários); R$6 (jovens de até 21 anos, estudantes e maiores de 60 anos); e R$12 (inteira). Classificação etária: livre. Duração – 75 minutos