Teatro

TEATRO RIO DE JANEIRO

A FORMA DAS COISAS' na Casa de Cultura Laura Alvim

A FORMA DAS COISAS' na Casa de Cultura Laura Alvim.

Publicidade

TEMPORADA CASA DE CULTURA LARA ALVIM: de 10 de outubro a 07 de dezembro de 2008

Temporada Popular - R$ 2,00 (Dois Reais) Inteira

O texto de Neil Labute que discute os limites da arte e tem direção de Guilherme Leme e co-direção de Pedro Neschling fará Temporada Popular na Casa de Cultura Laura Alvim em Ipanema.

O espetáculo 'A Forma das Coisas', do dramaturgo americano Neil Labute (autor do bem sucedido 'Baque', encenado em 2005 no Brasil), e tradução de Marcos Ribas de Faria, terá pré-estréia no próximo dia 09 de outubro, na Casa de Cultura Laura Alvim para temporada de 10 de outubro a 07 de dezemro às sextas sábados e domingos. A direção é de Guilherme Leme, a co-direção de Pedro Neschling e no elenco estão Pedro Osorio, Carol Portes, André Cursino e Karla Dalvi.

Neil Labute é hoje um dos mais respeitados roteiristas, dramaturgos e diretores de cinema e teatro. Em 'A Forma das Coisas', inédito no Brasil, o autor lança um olhar sobre o mundo atual – o individualismo, o jogo entre homens e mulheres, o poder - através da queda de um homem.

Mas a motivação principal de Guilherme Leme para dirigir este texto é a luz que o autor joga sobre a discussão do que é arte. A peça propõe uma reflexão sobre os limites da arte, ou, onde ela termina para dar lugar a uma satisfação pessoal e particular do criador.

Fizeram parte da pesquisa do diretor, que também é artista plástico, o mito de Pigmaleão, onde o criador apaixona-se pela criatura; a posterior peça homônima de Bernard Shaw (1856-1950), em que Professor Higgins transforma uma pobre florista numa verdadeira dama; o dadaísmo e a obra do americano Man Ray (1890-1976) e dos franceses Picabia (1879-1953) e Marcel Duchamp (1887-1968), que levaram a discussão sobre o conceito de arte a um limite jamais atingido; a arte pop, herdeira do dadaísmo, que absorveu para si variados ícones do consumo até então nunca vistos como possíveis obras de arte.

Sinopse

Evelyn (Carol Portes) e Adam (Pedro Osório) são completamente diferentes. Ela é uma bela e arrojada estudante de Artes, prestes a concluir seu mestrado. Ele, um sujeito tímido e introspectivo, que trabalha como guarda do Museu da Universidade.

Os dois se envolvem e Adam, pouco a pouco, começa a transformar seu jeito de ser, física e moralmente, moldando-se aos gostos e desejos de Evelyn. Essa transformação é recebida com estranheza por Diana (Karla Dalvi) e Johnny (André Cursino), amigos de Adam até então, também deixados para trás em nome de sua paixão pela moça.

O namoro de Evelyn e Adam já dura quatro meses, quando chega o dia da defesa de sua tese de mestrado. Nesta ocasião, uma revelação surpreendente muda os rumos da vida de Adam.

Integram ainda a ficha técnica Maneco Quinderé, que assina a iluminação; Aurora dos Campos, que responde pelo cenário; Sonia Soares e Tatiana Brescia, pelos figurinos; Marcelo H. pela trilha sonora; Marcos Damigo, pela direção de movimento; e Allan Morais, pela programação visual.

O diretor

Ao longo de seus mais de 20 anos de carreira, Guilherme Leme já produziu e atuou em mais de vinte espetáculos, com destaque para Os Olhos Verdes do Ciúme, Decadência, Eduardo II, Medeamaterial e Felizes da Vida.

No cinema, Guilherme participou dos filmes Benjamim, Erotique e Anjos da Noite, pelo qual ganhou prêmio de ator revelação no Festival de Cinema de Gramado.

Participou de novelas da TV Globo, entre elas Bambolê, Bebê a Bordo, Que Rei Sou Eu?, Vamp, De Corpo e Alma e Malhação, além de especiais e minisséries como O Primo Basílio, Labirinto e Você Decide.

Guilherme dedica ainda seu tempo às artes plásticas, já tendo realizado seis exposições no Brasil e participado de duas coletivas no exterior. Como produtor, já levou à cena os espetáculos Os Adoráveis Sem Vergonha e A Idade da Ameixa, ambas com sua direção, e Trindade, na qual também atuou. Um de seus mais recentes trabalhos em teatro é o espetáculo Quartett, ao lado de Beth Goulart.

Os atores

Carol Portes e Pedro Osorio já produziram e atuaram nos espetáculos A Ratoeira, de Agatha Christie; Werther, adaptação da obra de Goethe; Esses anos estúpidos e perigosos, de George F. Walker; Indecência Clamorosa, de Moises Kaufman; Laranja Mecânica, de Anthony Burges; Trainspotting, de Irving Welsh; Fausto, de Richard Scheschner.

O autor / Neil Labute

Neil Labute nasceu no ano de 1961 em Detroit, Estados Unidos. Estudou cinema e teatro na Brigham Young University de Utah, na Universidade do Kansas e na New York University. Recebeu uma bolsa para fazer parte do Londoner Royal Court Theatre além de participar do Laboratório de Dramaturgos do Instituto Sundance.

Labute ficou famoso em 1997 através do seu polêmico filme In the company of men (Na companhia dos homens), vencedor de diversos prêmios, entre eles os de melhor filme no Sundance Film Festival e no Festival de Nova York. A seguir, dirigiu Your friends and neighbors e Nurse Betty, prêmio de melhor direção em Cannes em 2000. Seu filme Possessão foi exibido no Brasil em 2003. Seu último trabalho para cinema The shape of things, baseado na sua peça homônima, ainda é inédito no Brasil.

No teatro, além de Baque, que estreou em 1999 em Nova York, Labute escreveu Filthy talk for troubled times, THE SHAPE OF THINGS (A Forma das Coisas), ambas montadas com sucesso em Nova York e em Londres. Sua última peça, The mercy seat, está atualmente em cartaz em Nova York, narrando a história de um casal de amantes no 11 de setembro, tendo com Sigourney Weaver no papel principal.

Ficha Técnica
autor. NEIL LABUTE
tradução. MARCOS RIBAS DE FARIA
direção e adaptação. GUILHERME LEME
co-direção. PEDRO NESCHLING
assistente de direção. PAULA CAMPOS
elenco. ANDRÉ CURSINO CAROL PORTES KARLA DALVI PEDRO OSORIO iluminação. MANECO QUINDERÉ
assistentes de iluminação. FÊLICIO MAFRA e ORLANDO SCHAIDER
figurinos. SONIA SOARES e TATIANA BRESCIA
assistente de figurinos. VINI KISS
cenário. AURORA DOS CAMPOS
cenotécnico. ANDRÉ SALLES
trilha sonora. MARCELLO H.
direção de movimento. MARCOS DAMIGO
programação visual. HALLAN MOULIN
fotos. PAULA KOSSATZ
divulgação. LIDYANI MARQUES
produção executiva. ANA ROQUE
coordenação de produção. GILBERTO HOBEIKA
realização. CAROL PORTES e PEDRO OSORIO

TEMPORADA CASA DE CULTURA LARA ALVIM
De 10 de outubro a 07 de dezembro
Av. Vieira Souto, 176, Ipanema. tel.: 2332 2015
HORÁRIOS: sexta e sábado às 21h e domingo às 20h
Ingresso: R$ 2,00 (Dois Reais) Inteira. Estudantes e Idosos pagam meia.
DURAÇÃO: 90 min
CLASSIFICAÇÃO: 14 anos

Navegue por NossaDica

Copyright © 2007 • Nossadica • Todos os direitos reservados • Mapa do siteWebMasterHostDica Serviço de Internet