twitter   facebook   MySpace

JPG Oferta da Semana 300x250 VI

A PÁSCOA E SEUS SÍMBOLOS

Pescados e chocolates: tradições da Semana Santa

Por Carla Santana / 18 de abril de 2011

Nutricionista dá dicas e informações sobre estes alimentos

Ovo de páscoa orgânico
Ovo de páscoa orgânico

Os mais devotos optam por peixes ou frutos do mar para as ceias que reúnem a família e celebram a Páscoa. Alguns consomem estes alimentos durante todos os dias desta Semana, considerada Santa por muitas pessoas. A escolha e o preparo dos pescados, no entanto, exigem cuidados essenciais para evitar o risco de intoxicação, alerta a nutricionista conselheira do Conselho Regional de Nutricionistas da 5ª Região (Bahia e Sergipe), Lindanor Santana.

Segundo a nutricionista, os peixes de água doce devem ter cheiro fresco e limpo enquanto os de água do mar devem cheirar a mar. Além disso, é importante notar se as guelras estão limpas (sem limo), vermelhas e brilhantes e se o corpo está firme, liso (sem machucados) e rígido. “Deve-se atentar para a pele, que deve estar com escamas intactas, brilhantes e úmidas enquanto os olhos não podem estar opacos, secos ou murchos. O bacalhau, por sua vez, deve estar bem seco e totalmente coberto com sal (manchas vermelhas ou pontos pretos de bolores podem indicar contaminação)”, explica.

Outra preocupação nesta época é em relação aos chocolates que, apesar de oferecerem baixos riscos de contaminação à saúde (por serem secos e açucarados não facilitam a proliferação de bactérias), podem trazer problemas para quem está com níveis de açúcar alto ou está empenhado em perder peso. “Mas o consumo moderado de chocolate com mais cacau e menos açúcar não faz mal, aliás vale ressaltar que esta ‘tentação’ contém vários nutrientes necessários ao corpo”, destaca Lindanor. O chocolate, mais consumido no formato de ovos de páscoa neste período do ano, contém mais de 300 substâncias químicas diferentes. “Uma delas é a teobromina, presente principalmente em chocolates meio amargo e amargo e que, entre outros atributos funcionais benéficos, tem o poder de diminuir a pressão arterial, por relaxar as artérias”, explica a nutricionista. Este composto está mais disponível em chocolates orgânicos, “cuja produção no estado da Bahia merece ser destacada”, aponta Além disso, calcula-se que uma barra média de chocolate contenha três gramas de proteína, 15% da necessidade diária de riboflavina, 9% da necessidade diária de cálcio e 7% da necessidade diária de ferro, num total de 210 calorias. “Não é tanto quanto as pessoas imaginam, mas deve ser consumido com moderação, mesmo por quem está com a saúde em dia”, conclui Lindanor.

Comunicação CRN-5 / contato: comunicacao@crn5.org.br