PUBLICIDADE

Teatro Rio

TEATRO - RIO DE JANEIRO

Uma Informação sobre a banalidade do Amor
Tradução e Adaptação de Antonio Abujamra

Uma Informação sobre a banalidade do Amor

Foto: divulgação

CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Teatro de Arena

Por Wendel Pires - Assessoria de Imprensa CAIXA Cultural Rio de Janeiro

Uma Informação sobre a banalidade do Amor

Uma obra em cinco encontros

De Mario Diament
Tradução e Adaptação de Antonio Abujamra
Estreia Nacional dia 24 de março de 2011

É uma proposta que insiste no valor da PALAVRA, tão maltratada atualmente no teatro brasileiro. A paixão de Martin Heidegger – um dos maiores filósofos de todos os tempos – com a maravilhosa Hannah Arendt – é escrita pelo autor de uma forma tão avassaladora que se consegue ver o aparecimento da alma até o carnal suplício onde as respostas não chegam, até a dor de saber ao certo que não há nada seguro e por isso as dúvidas estão presentes.

O amor dos dois será acompanhado pela memória que é a consciência inserida no tempo. Professor de Hannah, sendo casado e com filhos, tem sua paixão pela aluna chegar ao máximo pela consciência do ser e Hannah inclui uma informação sobre o amor que, para ela, é amoral.

O diálogo dos dois é absolutamente fantástico, onde a história e personagens Nietzscheanos, Wagnerianos, Rilkeanos, Freudianos e com Hitler dirigindo a Alemanha para a Guerra, confirmam um autor latino-americano onde a palavra é a mais profunda ação dramática para mostrar a realidade espúria do mundo.

Não é um espetáculo edulcorado em que se ouve banalidades. Queremos interagir com o potencial de análise e reflexão do espectador, sem os esquemas estratificados de lugares comuns e soluções satisfeitas.

A ideia da direção é tirar o espectador de sua passividade ruminante de só digerir o que já vem pronto no prato... E com molho de sabor neutro.

Mas dando, claro, a liberdade de gostar ou não e deixando que eles completem com seus pensamentos as nossas imperfeições.

Por Antonio Abujamra

Serviço:

Teatro: Drama
Uma Informação Sobre a Banalidade do Amor
Duração: 60 minutos
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Teatro de Arena
Avenida Almirante Barroso, 25, Centro (ao lado da estação Carioca do Metrô)
Informações: 2544-4080
Ingresso: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia-entrada para estudantes, pessoas com 60 anos ou mais e clientes CAIXA)
Temporada: de 24 de março a 03 de abril de 2011
Horário: De Quinta a domingo, às 19h30
Classificação Etária: 12 anos
Bilheteria: Aberta de terça-feira a domingo, de 10h às 20h
Acesso para pessoas com deficiência